|
Ribeiro Cristovão
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

​Inconclusivo

11 nov, 2019 • Opinião de Ribeiro Cristovão


A mais recente jornada das competições europeias da UEFA foi inconclusiva não tendo ficado definidas as posições dos nossos cinco representantes.

Ou seja, nenhum deles tem garantida a participação nas fases seguintes, assim como não resultou dos jogos de quarta e quinta-feira a condenação definitiva e o afastamento das duas Ligas.

Claro que há, apesar disso, situações mais delicadas do que outras. Por exemplo, o Benfica está em situação de risco na Champions no seguimento de uma carreira lamentável, enquanto na Liga Europa Sporting e Sporting de Braga estão a um pequeno passo da qualificação, ao contrário do Futebol Clube do Porto e Vitória de Guimarães, que se encontram à beira do precipício.

E os jogos das ligas europeias a que assistimos não tiveram imagem muito diversa na jornada do nosso campeonato que se seguiu. Isto é, na maioria dos casos as exibições não atingiram níveis elevados, e os resultados voltaram a confirmar a mediania do futebol português.

Nos Açores, o Benfica venceu o Santa Clara com enorme dificuldade e o seu jogo na primeira parte voltou a colocar problemas de avaliação quanto à sua atual qualidade.

A maior valia de uma boa parte dos jogadores do campeão nacional acabou por fazer a diferença numa altura em que a equipa açoriana já se debatia com problemas de desgaste.

Em Alvalade, o Sporting não foi capaz de ir além de mais uma exibição medíocre. Salvou-se o resultado, mas o susto entre os adeptos leoninos manteve-se quase até ao fim.

Silas continua a debater-se com imensos problemas, e a revelar enorme dificuldade em instituir um padrão de jogo que reflita a sua identidade como treinador.

No derby da Invicta repetiram-se filmes com registo no longo historial dos embates entre as duas equipas: tratou-se de um jogo rijo, disputado em cada lance, e com vencedor só conhecido após o último silvo do apito do juiz algarvio. Ganhou o FC Porto e ganhou bem, porque se trata de um triunfo capaz de ajudar a estancar a verborreia que percorre o país e em que estão envolvidos comportamentos inaceitáveis de alguns dos seus jogadores pagos a peso de ouro.

No clássico minhoto tivemos uma indiscutível surpresa, após o Vitória ter sido surpreendido no seu estádio pelo vizinho Sporting de Braga, e tendo como referência as suas atuações na Liga Europa. Foi um triunfo justo dos arsenalistas, que pode ajudar a abandonar a letargia em que a equipa de Sá Pinto tem estado mergulhada.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.