Tempo
|
A+ / A-

I Liga

Nuno Manta Santos deixa o Marítimo

11 nov, 2019 - 21:28 • Redação

Treinador colocou o lugar à disposição e clube madeirense aceitou o pedido, devido aos maus resultados no início da temporada.

A+ / A-

O Marítimo anunciou a saída de Nuno Manta Santos, por mútuo acordo, depois do técnico ter colocado o lugar à disposição.

"O Club Sport Marítimo agradece a forma dedicada como o técnico Nuno Manta Santos encarou o projeto Marítimo, e enaltece a elevação com que encarou a hora da saída, colocando os interesses do clube à frente de muitos outros", pode ler-se.

O emblema sublinha que os resultados ditaram a saída do técnico, que chegou no início da temporada para substituir Petit: "O futebol vive de resultados e, por isso, depois de uma conversa franca e honesta, decidiu-se colocar um ponto final na ligação entre as partes, na certeza, porém, de que o Nuno Manta Santos merecerá sempre, da estrutura do Club Sport Marítimo, uma palavra de amizade".

O Marítimo publicou ainda uma carta de despedida do treinador, que confirma que colocou o lugar à disposição.

"Face ao que foi acontecendo ao longo destes meses, para não pensarem que eu seria o problema, demostro aqui que sempre fui a solução. Coloquei hoje o meu lugar de técnico principal responsável do Club Sport Marítimo à disposição do presidente Carlos Pereira, tendo proposto a rescisão do vínculo contratual que vigorava entre as partes na presente temporada de uma forma totalmente justa", termina.

O treinador de 41 anos chegou à Madeira depois de ter estado várias temporadas na estrutura do Feirense e as últimas três como treinador da equipa principal. Manta Santos deixa o Marítimo depois de uma sequência de sete jogos sem vencer para todas as competições. A equipa madeirense está no 14º lugar da tabela.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.