A+ / A-

Treinador do Botafogo diz que Jesus "devia ficar com a boquinha calada"

08 nov, 2019 - 10:02 • Redação

O treinador português acusou o adversário de conduta violenta e no final do jogo discutiu com um jogador do Botafogo. O Flamengo venceu, por 1-0, e continua a ser líder do campeonato brasileiro.

A+ / A-

O treinador do Botafogo aconselhou Jorge Jesus a ficar com a "boquinha calada". Valentim não gostou de ouvir o treinador do Flamengo dizer que o Botafogo fez uma "caça ao homem" e teve uma conduta violenta.

"O Jesus falou uma grande 'bobagem'. Ele devia ter deixado a boquinha dele calada. A nossa equipa veio para jogar. Foi muita aguerrida e infelizmente sofremos o golo nos minutos finais. Ele falou uma grande 'bobagem', coitadinho. Não precisava. Ele deve cuidar da equipa dele, que está a fazer um grande trabalho. Ninguém veio aqui para bater, para caçar ninguém. Que termo é esse que ele acha que está a usar no Brasil?", questiona, em tom crítico para com Jesus.

O Botafogo-Flamengo terminou com vitória do Flamengo (0-1), com Lincoln a marcar em cima do minuto 90, depois de um jogo muito difícil para o líder do campeonato e com postura agressiva do adversário que jogou com menos um desde o minuto 54, devido à expulsão de Luiz Fernando.

Jesus falou de uma "vitória importante, num campo onde o Flamengo não ganhava há dez anos". O Botafogo está em zona despromoção e o treinador português disse que "não é a jogar desta forma que vai sar de lá". "Fizeram 'caça ao homem', quiseram intimidar os nossos jogadores. Só quiseram bater", completou.

Após o final do jogo, em pleno relvado, Jesus ainda se travou de razões com o central argentino Carli. O jogador foi travado por companheiros e técnicos e revelou que foi uma reação a uma provocação do português. Jesus revelou o que disse a Carli: "Não valeu a pena bater tanto".

O Flamengo segue na liderança do campeonato brasileiro, com oito pontos de vantagem sobre o Palmeiras. Faltam sete jogos para o final da época.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.