|
O Mundo em Três Dimensões
Números que contam histórias de segunda a sexta-feira (05h40, 17h50 e 21h05).
A+ / A-
Arquivo
O Mundo em Três Dimensões - Comissões bancárias - 04/11/2019
O Mundo em Três Dimensões - Comissões bancárias - 04/11/2019

O Mundo a Três Dimensões

Sabe quanto paga de comissão bancária e para quê?

06 nov, 2019 • Marta Grosso e Paulo Teixeira (sonorização)


Há bancos que chegam a cobrar mais de 100 euros por ano para a manutenção da conta.

As comissões pagas aos bancos estão entre as principais razões que levam os clientes a fechar uma conta bancária para a abrir noutro banco que apresente condições mais vantajosas.

Esta semana, soube-se que os bancos cobraram um total de 40.3 mil milhões de euros em comissões entre 2007 e o primeiro semestre de 2019 - uma média de 8.8 milhões de euros por dia.

Há bancos que chegam a cobrar mais de 100 euros por ano para a manutenção da conta e não é fácil encontrar um banco que explique, com toda a clareza, o que se está a pagar numa comissão deste tipo.

Nem o Banco de Portugal explica, no seu site oficial, a finalidade deste custo, mas diz que esta comissão é cobrada mesmo quando a conta não é usada e independentemente do valor do saldo bancário.

A maior parte dos bancos cobra 62,40 euros por ano, mas há outros, em menor número, que não cobram nada. E depois há pacotes que isentam o titular desta comissão.

Mas há comissões para variadas situações e algumas absurdas... De acordo com a Deco, para depositar uma grande quantidade de moedas é preciso pagar três euros e há declarações exigidas para fins fiscais ou por determinadas entidades, como escolas, que custam entre 40 e 50 euros.

Pode ver todas as comissões cobradas no site do Banco de Portugal. Se decidir mudar de banco, terá de fechar a conta atual. Nesse caso, a primeira coisa que tem de fazer é avisar o banco. Há alguns que impõem um mês de antecedência.

Se a conta tiver sido aberta há mais de seis meses, não podem ser cobradas comissões de encerramento. Antes disso, podem.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.