Tempo
|
A+ / A-

Entrevista a Paddy Cosgrave

O que vai acontecer na Web Summit? Da homenagem ao “campeão das startups” ao direto de Edward Snowden

04 nov, 2019 - 07:30 • Manuela Pires

Até quinta-feira todos os caminhos vão dar ao Parque das Nações para a 4.ª edição em Lisboa. São esperadas mais de 70 mil pessoas.

A+ / A-

Em entrevista à Renascença, o fundador da Web Summit fala dos temas que vão marcar a edição deste ano, como as “fake news”, as alterações climáticas ou do Brexit,acrescentando estar a ser preparada uma homenagem a João Vasconcelos. Paddy Cosgrave revela que Edward Snowden vai estar esta noite em direto com o Altice Arena.

O fundador desta cimeira dedicada às novas tecnologias acredita que vai ser um dos momentos altos do evento. “Para muitos participantes sim, mas não para toda agente porque há muitos que não consideram Edward Snowden um patriota, mas o mundo está cheio de opiniões divergentes”.

O norte-americano, que acaba de lançar um livro de memórias, vai estar em direto a partir da Rússia onde está exilado há seis anos, depois de ter revelado o programa de vigilância mundial dos Estados Unidos.

O fundador e presidente executivo da Web Summit, que recebeu a Renascença nos novos escritórios de Lisboa, na LACS Anjos, disse que os temas principais vão ser “as alterações climáticas, as ‘fake news’, os denunciantes e a propaganda política”.

Mas a saída do Reino Unido da UE também vai continuar a dominar algumas conferências. “Todos achávamos que o Brexit estava resolvido, mas Michel Barnier, o negociador da União Europeia, vai cá estar. Inicialmente pensávamos que as negociações estariam concluídas, mas não sabemos, por agora, as indicações que temos é que ele vem”, refere.

A organização espera mais de 70 mil participantes, 1.200 oradores de 160 países.

Homenagem ao "campeão das Startups" nacional

Paddy Cosgrave diz que uma das novidades deste ano é poder contar no mesmo espaço com vários presidentes de grandes empresas norte-americanas e chinesas em plena guerra comercial: “Isso é fascinante para os jornalistas que vêm de todo o mundo”. Logo no primeiro dia, Guo Ping, presidente executivo e do conselho de administração da Huawei vai estar no palco principal.

Nesta entrevista, revelou ainda que a organização está a preparar uma homenagem a João Vasconcelos, o ex-secretário de Estado da Indústria que liderou o processo da vinda da Web Summit para Portugal.

“Estamos a preparar um tributo, mas não sei detalhes. Ele teve um papel importante na mobilização das Startups. Ele era um campeão das Startups em Portugal”, adiantou Paddy Cosgrave, reconhecendo que a notícia da sua morte foi um momento triste.

Um ano depois de ter sido assinado o acordo com o Governo e a Câmara de Lisboa que previa a ampliação da FIL, nada foi feito. Paddy Cosgrave desdramatiza esta falha de Portugal e revela que vão ter mais espaço - uma tenda com mais 22 mil metros quadrados – garantindo que não está a pensar sair da cidade. “Penso que são reações extremas, vivemos numa época em que os políticos e os empresários tomam decisões extremas, mas temos de ser pragmáticos, práticos e há sempre soluções”, sublinha.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.