Tempo
|
A+ / A-

Vietname detém dez pessoas por causa de migrantes mortos em camião no Reino Unido

04 nov, 2019 - 10:11 • Redação

Autoridades locais querem usar esta investigação como base para erradicar as redes de tráfico humano.

A+ / A-

A polícia do Vietname deteve um total de dez pessoas no decurso da investigação sobre a morte, no Reino Unido, de 39 migrantes que estavam a ser transportados no interior de um camião.

Na sexta-feira passada, o Vietname já tinha anunciado a detenção de dois suspeitos, esta segunda-feira soube-se que foram detidos mais oito. Estas detenções somam-se a dois detidos no Reino Unido, que são acusados de homicídio, incluindo o condutor do camião.

As autoridades vietnamitas dizem querer partir desta investigação para tentar erradicar as redes de tráfico humano. "Com base no que aprendemos com estes suspeitos, lançaremos investigações para combater e erradicar estas redes que transportam pessoas ilegalmente par ao Reino Unido", afirmou Nguyen Huu Cau, o responsável pela polícia a província de Nghe An, de onde eram a maioria das vítimas, em declarações citadas pela imprensa vietnamita.

Por enquanto, diz o agente policial, a prioridade é repatriar os corpos para os devolver às famílias.

A descoberta macabra foi feita no dia 23 de outubro. Um total de 39 emigrantes foram encontrados mortos num contentor que estava a ser transportado por um camião, que os tentava fazer entrar ilegalmente no Reino Unido. Inicialmente as autoridades acreditaram tratar-se de cidadãos chineses, mas mais tarde verificou-se que afinal eram vietnamitas.



Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.