RR
|
A+ / A-

Novo líder do Estado Islâmico é conhecido como “O Professor”

29 out, 2019 - 09:24 • Redação

Presidente dos Estado Unidos usou o Twitter para mostrar a foto do cão que ajudou a "capturar e matar" o líder dos jihadistas.

A+ / A-

O novo líder do autodemominado Estado Islâmico (EI) é Abdullah Qardash. Foi confidente de Abu Bakr al-Baghdadi e antigo oficial do Exército iraquiano, que serviu sob o comando de Saddam Hussein.

Esta informação foi primeiro avançada pela revista norte-americana “Newsweek”, que citou a publicação “Amaq”, uma revista da propaganda do grupo terrorista.

É conhecido pela alcunha de "O Professor" por ter, alegadamente, trabalhado na criação das linhas de organização do grupo jihadista.

Ao que tudo indica, Qardash terá sido apresentado por Baghdadi, ainda em agosto, como o seu sucessor desejado.

Uma fonte dos serviços secretos na região do Médio Oriente disse duvidar que Baghdadi ainda estivesse a comandar o EI. Citado pela "Newsweek", avançou que o líder morto no sábado apenas diria sim ou não às operações. O planeamento dos ataques estaria a cargo de Qardash desde 2017, quando Baghdadi ficou gravemente ferido num ataque dos EUA.

Trump divulga foto do cão envolvido na operação

O presidente dos Estado Unidos usou o Twitter para mostrar a foto do cão que ajudou a "capturar e matar" o líder do Estado Islâmico.

A missão, que decorreu no sábado na Síria, terminou com a morte de Abu Bakr al-Baghdadi. O seu corpo foi sepultado no mar.

“Desclassificamos a foto de um cão maravilhoso (nome continua secreto) que fez um grande trabalho em capturar e matar o líder do ISIS, Abu Bakr al-Baghdadi", escreveu Donal Trump.

O presidente já tinha convocado puma conferência para dar a conhecer pormenores desta operação. Na altura, anunciou que Baghdadi morreu num dos túneis da sua casa segura na Síria, numa “impecável” operação conduzida durante duas horas na província de Idlib, uma das poucas áreas do país ainda fora do controlo do regime Sírio.

“As forças especiais dos EUA executaram um perigoso e ousado ataque noturno no noroeste da Síria e cumpriram a sua missão em grande estilo", garantiu.

Al-Baghdadi era um dos homens mais procurados e tinha a cabeça a prémio por 22,5 milhões de euros.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Filipe
    30 out, 2019 évora 12:39
    Propaganda , então fez-se explodir e o cão ficou a ver a explosão ... faz lembrar a morte de Hitler ... uma farsa , para não falar da alegada ida do homem à Lua ... A Terra por vezes contenta-se com propaganda rasca ... este dizem ter sido atirado ao mar ... mas restou assim tantos bocados do corpo ? Os Soviéticos dizem ter queimado Hitler numa cova ... eu sei onde ele viveu até aos 90 e tal anos , tal como outros protegidos da propaganda Americana .