|
A+ / A-

Tráfico de pessoas em Beja. Trabalhavam sem receber e viviam em "instalações degradantes"

28 out, 2019 - 14:54 • Agência Lusa

Homem de 41 anos foi identificado pela GNR, em Beja, por suspeitas dos crimes de tráfico de pessoas e auxilio à emigração ilegal.

A+ / A-

A GNR identificou um homem por suspeitas dos crimes de tráfico de pessoas e auxilio à emigração ilegal, após ter detetado cinco homens sem documentos de identificação e a viverem em instalações degradantes, em Beja, foi hoje anunciado.

O homem, de 41 anos, foi identificado na passada sexta-feira em Beja, numa ação da GNR na sequência de diligências efetuadas após uma denúncia de desacatos na via pública, explica a guarda, num comunicado enviado à agência Lusa.

Após a denúncia, militares da GNR deslocaram-se ao local, onde conseguiram apurar que cinco dos homens envolvidos nos desacatos eram vítimas de tráfico humano.

Os cinco homens, com idades entre 21 e 27 anos, não tinham os respetivos documentos de identificação na sua posse e estavam "a residir em instalações degradantes", refere a força de segurança.

A GNR apurou ainda que "as cinco vítimas foram obrigadas a entregar os respetivos documentos de identificação, a trabalhar sem receberem qualquer vencimento e sujeitos a condições de trabalho degradantes".

Os homens foram encaminhados para uma equipa multidisciplinar especializada para assistência a vítimas de tráfico e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Beja.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.