|
Ribeiro Cristovão
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

​Saldo positivo

25 out, 2019 • Opinião de Ribeiro Cristovão


Em 15 pontos possíveis as equipas portuguesas presentes nas duas competições da UEFA conquistaram dez, o que pode considerar-se um saldo muito positivo.

Em 15 pontos possíveis as equipas portuguesas presentes nas duas competições da UEFA conquistaram dez, o que pode considerar-se um saldo muito positivo, até tendo como comparação prestações anteriores.

Mercê deste "score", e beneficiando da jornada negativa dos representantes russos, o futebol português deu assim um salto considerável no "ranking" da UEFA, que lhe permite ascender ao sexto lugar e, como consequência, poder voltar a ter três equipas na Liga dos Campeões, duas das quais com a possibilidade de entrarem diretamente na fase grupos.

Convenhamos que se trata de um excelente proveito que convirá manter daqui em diante.

Vitória de Guimarães castigado por resultado injusto

Quanto à Liga Europa, foi excelente a ronda desta quinta-feira, que fica marcada por duas vitórias, um empate e uma derrota, esta a castigar injustamente o Vitória de Guimarães que impôs um futebol de qualidade frente ao Arsenal que merecia por isso maior proveito.

Merece, aliás, um sublinhado este comportamento vitoriano, muito bem secundado pelos adeptos que estiveram a seu lado no Emirates, ainda que se tenham acentuado as dificuldades para seguir em frente.

A outra equipa minhota, o Sporting de Braga, foi heroína em Istambul, onde silenciou um público frenético rendido à maior valia da equipa portuguesa. A render bem menos a nível interno, o que se estranha vivamente, os arsenalistas dão assim garantias de que o seu contributo não será simples miragem.

Rendimento abaixo do esperado do FC Porto

Estranho foi o comportamento dos portistas. Frente a um adversário acessível, aos comandados de Sérgio Conceição exigia-se o suficiente para poder chegar a uma vitória tranquila. E, também neste caso, o rendimento a nível externo não se coaduna com aquilo que o FC Porto vai fazendo por cá.

Finalmente, o Sporting e a sua magra vitória frente a um opositor despido de qualidade.

Excetuando os 20 minutos iniciais, os leões repetiram momentos em que a ausência de qualidade se tornou notória, para o que muito continua a contribuir a agitação que se vive e se sente por Alvalade. “Também temos olhos e ouvidos”, diria no fim do jogo o capitão Bruno Fernandes.

Os mesmos olhos e ouvidos que continuam a fazer falta em algumas franjas de um clube que, tudo o indica, vai prosseguir em contínua agitação.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • josé fernandes
    25 out, 2019 10:10
    Ribeiro Cristóvão não perde uma oportunidade de xingar os adeptos do Sporting. Quer dizer que os 5-0 do Benfica, os 2-0 do Alverca, as derrotas com o Rio Ave e todos os outros pontos perdidos são fruto da agitação que se vive em Alvalade!? Não é portanto culpa da estrutura, dos administradores, dos jogadores, do presidente!? Sinto-me ofendido com as declarações sucessivas do sr. Ribeiro Cristóvão sobre o meu clube e principalmente sobre os sues adeptos. Ontem estive em Alvalade e o que vi nada tem a ver com o que lhe contaram que viram. Os adeptos do Sporting (inclusive/principalmente as claques) são de longe o melhor património do Sporting.