|
A+ / A-

União Europeia aceitará adiamento do Brexit se for Boris Johnson a pedi-lo

19 out, 2019 - 18:52

Fontes oficiais europeias afirmam que poderá haver adiamento para lá de 31 de outubro, mas avisam que a iniciativa não partirá de Bruxelas.

A+ / A-

A União Europeia aceitará um adiamento do Brexit para lá de 31 de for primeiro-ministro britânico pedi-lo, revelam fontes oficiais de Bruxelas citadas pelo jornal britânico “The Guardian”.

“A Comissão Europeia toma nota da votação de hoje na Câmara dos Comuns sobre a chamada emenda Letwin, que significa que o acordo com a UE não foi posto à votação hoje”, informam as mesmas fontes. “Cabe assim ao Governo do Reino Unido informar-nos sobre os próximos passos tão cedo quanto possível”, acrescentam.

O acordo alcançado na quinta-feira em Bruxelas esteve esta manhã em discussão no Parlamento britânico.O primeiro-ministro garantiu que não ia aceitar adiar saída da União Europeia.

"Não negociarei um adiamento com a UE e a lei não me obriga a fazê-lo", declarou Boris Johnson.

Os embaixadores dos 27 outros países da UE em Bruxelas vão encontrar-se este domingo de manhã para discutir os últimos desenvolvimentos do processo.

Fontes oficiais da Comissão Europeia sublinharam, porém, que ficou claro durante as discussões entre os líderes europeus na cimeira desta quinta-feira que “concederiam um adiamento”.
Dia crucial para o Brexit. Boris Johnson recusa-se a pedir novo adiamento da saída
Dia crucial para o Brexit. Boris Johnson recusa-se a pedir novo adiamento da saída
Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.