A+ / A-
Catalunha

Tensão nas ruas de Barcelona e Madrid na sexta noite de protesto

19 out, 2019 - 23:07 • Redação

Carga policial contra manifestantes em Madrid e confrontos entre independentistas e radicais em Barcelona.

A+ / A-

A Polícia Nacional espanhola fez, este sábado, uma carga contra centenas de manifestantes em Madrid.

As primeiras cargas ocorreram depois de várias centenas de pessoas tentaram cortar uma das principais avenidas da capital espanhola, a Gran Via. Os confrontos surgem após uma marcha de 4.000 pessoas que pediram "amnistia para todos os presos políticos".

Em Barcelona, radicais e manifestantes independentistas entraram, também, em confrontos. A polícia nacional alertou os manifestantes que não poupará esforços para pôr fim a eventuais tumultos.

Há registo de 26 feridos e um detido, na noite deste sábado, avança o jornal espanhol El Mundo. Contudo, os manifestantes pacíficos conseguiram impedir distúrbios por parte dos grupos radicais. "Ganhámos", gritaram os inependentistas.

Esta é a sexta noite de protesto contra a condenação de 12 líderes políticos envolvidos na tentativa de independência da Catalunha.

Nas últimas noites, as manifestações na Catalunha, e sobretudo em Barcelona, ficaram marcadas por confrontos entre grupos violentos e as forças de segurança.

Desde o início da semana de protestos, foram detidas 128 pessoas e 207 polícias ficaram feridos. 800 contentores forma incendiados e 100 veículos policiais sofreram danos.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.