A+ / A-
MotoGP

Miguel Oliveira qualifica-se em 16.º lugar para o GP do Japão

19 out, 2019 - 09:28 • Lusa

Piloto ainda tem o ombro lesionado e sentiu alguma dificuldade em adaptar-se às diferentes condições do traçado nipónico, mas conclui que, “no geral, foi um dia positivo”.

A+ / A-

Miguel Oliveira (KTM) qualificou-se este sábado no 16.º lugar para o Grande Prémio do Japão de MotoGP, 16.ª prova da temporada, sendo o segundo melhor representante da marca.

Oliveira realizou o tempo de 1.47,894, terminando a 1,199 segundos do britânico Cal Crutchlow (Honda), o mais rápido na Q1, mas a apenas 240 milésimos de segundo do espanhol Pol Espargaró (KTM), 15.º classificado.

Numa sessão que começou com a pista molhada mas que terminou com o asfalto praticamente seco, o piloto português sentiu alguma dificuldade na adaptação às diferentes condições do traçado nipónico.

"No geral foi um dia positivo. Fomos bastante competitivos com chuva, o que é bom. À medida que a pista secava, foi difícil perceber até que ponto podia arriscar", começou por explicar o piloto de Almada, em declarações difundidas pela assessoria de imprensa da equipa Tech3.

Miguel Oliveira admitiu ainda continuar a sentir algumas limitações com o ombro direito, lesionado a 25 de agosto.

"Devido às condições da pista, o meu ombro doeu menos do que ontem. Por isso, acho que estamos no bom caminho para fazer uma boa corrida e terminar dentro dos lugares pontuáveis", concluiu o piloto da KTM, que completou oito voltas ao circuito nipónico.

O espanhol Marc Márquez (Honda), recém-sagrado campeão mundial pela sexta vez na classe rainha, garantiu, pela primeira vez na sua carreira, o primeiro lugar da grelha de partida pela primeira vez nesta pista, com o tempo de 1.45,763 minutos.

O italiano Franco Morbidelli (Yamaha) e o francês Fabio Quartararo (Yamaha) partirão ao seu lado na primeira linha da grelha.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.