|
A+ / A-
Pedro Alves

Treinador do Coimbrões alimenta esperança de "um dia mau" do FC Porto

17 out, 2019 - 12:45 • Eduardo Soares da Silva

Pedro Alves vai estrear-se contra o FC Porto no futebol sénior. A tarefa de eliminar os dragões da Taça de Portugal é difícil, mas o Coimbrões prepara-se para surpreender. "Seria festa a noite toda", promete o treinador.

A+ / A-

Veja também:


Pedro Alves, treinador do Coimbrões, gostaria de "fazer Taça" e eliminar o FC Porto, no próximo sábado, no jogo da terceira eliminatória da prova. Em declarações a Bola Branca, o "mister" do clube de Vila Nova de Gaia promete festa rija em caso de triunfo.

"Acreditamos que é possível. É difícil, mas partimos com a esperança de um dia mau do FC Porto e um dia muito bom do Coimbrões. Seria festa a noite toda, uma alegria enorme, mas é preciso jogar e dar tudo de nós para tirar alguma coisa do jogo", começa por dizer.

O técnico de 41 anos explica que todo o grupo alimentava a esperança de poder receber um dos grandes do futebol português, após ter eliminado o Régua e Prado nas primeiras eliminatórias.

"O desejo de apanhar um grande era comum no grupo. É uma enorme satisfação poder discutir uma eliminatória com o FC Porto. Todos estão extremamente motivados, sente-se o grupo focado e ansioso para poder desfrutar do desafio. É uma oportunidade para o clube ficar na história por ter disputado uma eliminatória da Taça com o FC Porto", explica.

Elogios a Sérgio

Pedro Alves deixa elogios à intensidade de Sérgio Conceição e sua capacidade de restabelecer a "mística do FC Porto".

"O Sérgio conseguiu fazer renascer um aspeto que gosto muito no Porto. Há uns anos questionava-se se o Porto teria perdido a mística e ele potenciou isso. É um treinador intenso, eu também sou. Gosto de me envolver no treino e no processo de jogo. O FC Porto vale pelo seu todo, é fortíssimo em todos os momentos do jogo. Queremos contrariar o favoritismo e acreditar que podemos acrescentar algo", diz.

A partida não poderá ser disputada no Parque Silva Matos, o "San Siro" de Vila Nova de Gaia, mas sim no Estádio Dr. Jorge Sampaio. O treinador acredita que seria mais difícil para o FC Porto jogar em Coimbrões, num relvado sintético.

"Se fosse aqui no Silva Matos, seriam maiores as nossas possibilidades de discutir a eliminatória, porque o sintético é muito diferente da relva natural. Seria uma realidade totalmente diferente que o FC Porto não está habituado. Era uma consequência positiva para nós em termos de jogo", analisa.

Foco no Campeonato de Portugal

A euforia da Taça de Portugal sente-se na equipa do Coimbrões. No entanto, Pedro Alves coloca-se o principal foco no Campeonato de Portugal, em que a equipa ocupa a 10ª posição.

"A nossa prioridade sempre foi e será o Campeonato de Portugal, mas este jogo vai potenciar o crescimento desta jovem equipa. É bom ter esta visibilidade para mostrar o trabalho desenvolvido no Campeonato de Portugal. É fantástico para o clube. O Coimbrões vai fazer 100 anos e merece, é bom para toda a gente", diz.

Pedro Alves chegou esta temporada ao Coimbrões. Aos 41 anos, estreia-se como treinador no Campeonato de Portugal. Na última temporada, treinou o Avanca, da distrital de Aveiro. Antes, passou pela formação e equipa principal do Cesarense e Feirense.

"Os anos que tive no futebol de formação foram quase semrpe no campeonato nacional. Tivemos o privilégio de jogar contra o FC Porto em sub-15, sub-17 e sub-19, no Feirense e no Cesarense. É sempre uma semana diferente, há um maior rigor e concentração. Nunca joguei contra um grande em futebol sénior. É um orgulho para mim e queremos deixar uma boa imagem", termina.

O Coimbrões-FC Porto joga-se no sábado, às 18h45, com relato na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.