Tempo
|
A+ / A-

​No Facebook

Eduardo Cabrita mostra desagrado pelo afastamento da mulher do Governo

16 out, 2019 - 23:39 • Redação

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, partilhou na sua página da rede social Facebook um texto de uma ativista ambiental algarvia crítico do afastamento da ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, com quem é casado. Cabrita não faz qualquer comentário à publicação que atribui a saída de Vitorino ao facto de ser casada com Cabrita.

A+ / A-

O reconduzido ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, partilhou na sua página da rede social Facebook um texto de uma ativista ambiental algarvia crítico do afastamento da ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, com quem é casado.

Cabrita limitou-se a partilhar, sem fazer qualquer comentário à publicação que atribui a saída de Vitorino ao facto de ser casada com Cabrita.

Na publicação de Sílvia Padinha, uma ativista ambiental algarvia, da ilha da Culatra, lê-se: “Ministra do Mar fora do Governo? Não percebo nada disto! Afinal quem 'faz acontecer' e apresenta resultados é retirado do jogo? O mais importante devia ser a competência e o trabalho apresentado e não as relações familiares.”

O texto termina com “um agradecimento muito especial” à (agora) ex-ministra Ana Paula Vitorino, “pelo empenho na defesa da nossa causa”. “Vamos fazer tudo para levar o barco a bom porto”, promete.

A publicação desta ativista, feita pouco depois da hora de almoço desta quarta-feira, foj partilhada por Eduardo Cabrita menos de uma hora depois.

O ato do titular da pasta da Administração Interna é interpretado por muitos como sinal de descontentamento pela decisão do primeiro-ministro António Costa de não reconduzir a sua mulher, alegadamente para pôr fim à polémica gerada na anterior legislatura à volta das relações familiares no seio do Governo. Também José António Vieira da Silva, ministro da Segurança Social, vai deixar o Governo, sendo a sua filha, Mariana Vieira da Silva, promovida de ministra da Presidência a ministra de Estado e da Presidência.

Ouvida pelo Diário de Notícias, Ana Paula Vitorino, que vai ser deputada na nova legislatura, recusou comentar a polémica surgida com a partilha do marido no Facebook, garantindo que é “totalmente autónoma, profissional e politicamente” de Eduardo Cabrita.

Dizendo-se “orgulhosa” pelo que terá alcançado à frente do ministério do Mar - “dupliquei o peso da economia do mar” -, Vitorino garante que não tem qualquer rancor em relação ao primeiro-ministro, que diz ter “toda a liberdade” para formar o Governo como melhor entender.

“Não temos de ter estados de alma quanto aos convites que são feitos”, garantiu a ex-ministra, doravante deputada.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.