Tempo
|
A+ / A-

Brexit fechado em Bruxelas. "Onde há vontade, há acordo"

17 out, 2019 - 10:43 • Cristina Nascimento

O ainda presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, considera o novo acordo "justo e equilibrado". Documento tem agora de passar no parlamento britânico.

A+ / A-
"Estou contente com o acordo, mas trite com o Brexit"
"Estou contente com o acordo, mas trite com o Brexit"

O novo acordo para o Brexit está fechado. O anúncio foi feito esta quinta-feira, em primeiro lugar, pelo presidente cessante da Comissão Europeia. "Onde há vontade, há um acordo", escreveu na rede social Twitter.

Jean-Claude Juncker acrescenta que o acordo é "justo e equilibrado" para a União Europeia e para o Reino Unido.

O acordo resulta da retomada das negociações entre o Governo britânico e a Comissão Europeia, tendo em vista um novo documento que possa permitir a Johnson chegar a um entendimento com os seus parceiros políticos internos.

Na carta que Juncker escreveu ao presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, dando conta do acordo alcançado, Juncker explica que, embora lamente o resultado do referendo britânico de 2016 que ditou o Brexit, continua a defender uma saída ordeira do Reino Unido. Por essa razão, escreve Juncker, foram reabertas as negociações, "para ajudar o primeiro-ministro do Reino Unido a garantir uma maioria na Câmara dos Comuns".

Também o primeiro-ministro britânico garante que estão fechados os novos termos para a saída do Reino Unido da União Europeia. “Agora, o Parlamento tem de resolver o Brexit no sábado, para que se possa seguir em frente com outras prioridades, como o custo de vida, os serviços de saúde, a criminalidade violenta e o nosso ambiente”, escreveu Johnson.

Este acordo agora alcançado tem de ser aprovado pelos restantes líderes da União Europeia, no Conselho Europeu agendado para as 14h00 desta tarde em Bruxelas. A nível interno, Johnson precisa de garantir apoio político ao novo documento.

Está já agendada uma sessão parlamentar extraordinária para sábado, para tentar aprovar o acordo agora anunciado, após o anterior (firmado por Theresa May) ter sido chumbado por três vezes pelos legisladores.

O atual prazo para o Brexit é 31 de outubro, dentro de duas semanas.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.