Tempo
|
A+ / A-

Há “desenvolvimentos positivos” nas negociações para o Brexit, garante o Governo

16 out, 2019 - 14:18 • Ana Rodrigues , João Pedro Barros

Ministro dos Negócios Estrangeiros frisa que o processo tem sido “surpreendente” e, por isso, não faz previsões. Em relação à situação dos portugueses no Reino Unido, Santos Silva diz-se “relativamente tranquilo”.

A+ / A-

O Governo português está mais confiante num acordo para o Brexit. Na tarde desta quarta-feira, à saída de uma reunião de concertação social, Augusto Santos Silva referiu que as últimas notícias que recebeu sobre as negociações são positivas.

“Os desenvolvimentos – que ainda não estão consolidados e que ocorreram no fim de semana passado, ao longo desta noite e, tanto quanto sei, ao longo da manhã –, são positivos, porque as duas equipas negociais estão a trabalhar numa atmosfera construtiva. Não há nenhuma questão irresolúvel, assim haja vontade do Reino Unido de respeitar as linha vermelha da União Europeia”, afirmou o ministro dos Negócios Estrangeiros.

No entanto, o governante frisou que fala sobre o Brexit “há três anos e três meses” e que se trata de um “processo muito dinâmico e às vezes muito surpreendente”, pelo que não há garantias sobre o desfecho.

Uma saída do Reino Unido com acordo será sempre melhor para todos, frisou Santos Silva, lembrando que, no que toca aos direitos dos portugueses a viver no Reino Unido, a situação é agora mais favorável

“É a prioridade número um para Portugal e estamos relativamente tranquilos. Neste momento já ultrapassaram os 162 mil o número de portugueses que, residindo no Reino Unido, se registaram no mecanismo de regularização que as autoridades britânicas puseram em marcha. 162 mil significa que já ultrapassamos metade do número total de portugueses que residem no Reino Unido, que estimamos nos 300 mil”, revelou.

O Brexit foi um dos pontos da reunião de concertação social, a última com a participação do ministro do Trabalho e Segurança Social, Vieira da Silva, que será substituído no novo Governo por Ana Mendes Godinho.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.