A+ / A-
Legislativas 2019

Costa apresenta novo Governo ao Presidente esta terça-feira

15 out, 2019 - 15:50 • Eunice Lourenço , Susana Madureira Martins , Paula Caeiro Varela

Reunião tem início marcado para as 18h15. Primeiro-ministro ainda está a fechar elenco governativo que será sujeito à opinião do Presidente.

A+ / A-

O primeiro-ministro, António Costa, vai apresentar a proposta de elenco ministerial ao Presidente da República esta terça-feira

O encontro entre Costa e Marcelo deverá começar às 18h15, depois de o chefe de Estado regressar do concelho de Tábua, onde foi assinalar os dois anos dos incêndios da zona Centro.

Formalmente, cabe ao Presidente anunciar os nomes do novo Governo, mas alguns desses nomes já foram dados como certos por António Costa e outros começam agora a surgir. De acordo com o "Diário de Notícias" e a "Antena 1", o açoriano Ricardo Serrão Santos será o novo ministro do Mar, substituindo Ana Paula Vitorino, que sai do Governo.

Ricardo Serrão Santos é professor universitário e cientista do mar, foi diretor do Departamento de Oceanografia da Universidade dos Açores e eurodeputado entre 2014 e 2019, tendo sido avaliado como um dos melhores parlamentares da legislatura.

De saída estará também a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem. Para o seu lugar, segundo fontes socialistas à Renascença, poderá ir Alexandra Leitão, atual secretária de Estado da Educação. Será, ao que tudo indica, um dos nomes de secretárias de Estado que sobem a ministra. A outra será Ana Mendes Godinho, secretária de Estado do Turismo, uma pasta que deverá autonomizada como Ministério.

Retoques finais

Ao que foi dito à Renascença, o elenco governativo ainda está a ser fechado. Mas António Costa já foi avançando vários dados sobre este seu novo Governo, dizendo que não terá muitas alterações em relação ao atual. Mário Centeno continuará nas Finanças, embora deva subir na hierarquia do Executivo (atualmente era o quarto, depois de Santos Silva e Mariana Vieira da Silva), Marta Temido continuará com a Saúde, Tiago Brandão Rodrigues também deve manter-se no Governo, mas pode haver um ajuste nas pastas da Educação, fruto da saída de Manuel Heitor, ministro do Ensino Superior.

De saída, por vontade própria de se reformar, está Vieira da Silva, ministro da Solidariedade e Segurança Social. Em mudança de pasta estará Eduardo Cabrita, que começou a legislatura como ministro Adjunto e terminou como ministro da Administração Interna.

O Presidente da República indigitou António Costa primeiro-ministro na passada terça-feira, dois dias depois das eleições legislativas e após ouvir todos os partidos com assento parlamentar.

Marcelo Rebelo de Sousa espera que, até final do mês, o novo Governo seja nomeado e tome posse, tendo em conta os "procedimentos normais" que estão a ser seguidos.

Últimaslegislativas 2019
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.