A+ / A-

Famílias do Estado Islâmico fogem de campo de detenção na Síria

13 out, 2019 - 16:47 • Redação

Os detidos aproveitaram a operação turca contra os curdos para escapar do campo de Ain Issa.

A+ / A-

Centenas de familiares de terroristas do autoplocamado Estado Islâmico fugiram de um campo no nordeste da Síria, na sequência da operação da Turquia contra as forças curdas.

Os detidos aproveitaram os combates na região para atacar os portões do campo de Ain Issa e colocaram-se em fuga, avança fonte oficial curda citada pela BBC.

As autoridades curdas dizem que cerca de 800 familiares de jihadistas conseguiram escapar, mas um grupo que acompanha a situação na região fala numa centena.

A operação militar da Turquia já provocou mais de 200 mortos desde quarta-feira no nordeste da Síria, incluindo 52 civis.

O conflito ameaça provocar uma crise humanitária na região. De acordo com a ONU, mais de 130 mil pessoas fugiram das suas casas devido aos combates.

Os Estados Unidos anunciaram este domingo que vão retirar mais mil soldados do norte da Síria, depois de saberem que a Turquia tenciona estender a invasão mais para sul.

As tropas turcas estão a avançar no terreno e, dentro de 48 horas, poderão tomar as cidades de Kobani, que os curdos conquistaram ao Estado Islâmico, e Manjib.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.