A+ / A-
Carlos Móia

Baixar das duas horas na maratona “é fantástico”, mas não é oficial

12 out, 2019 - 17:01

Prova teve requisitos que não permitem a oficialização do tempo. Apesar disso, o organizador das maratonas de Lisboa deixa elogios a Eliud Kipchoge.
A+ / A-

Carlos Móia, organizador das maratonas de Lisboa, considera que baixar das duas horas na maratona “é fantástico”.

No entanto, convém recordar que a prova não vai ser oficializada por ter decorrido num circuito fechado, com 41 “lebres” que não completaram o percurso e com uma viatura a marcar o ritmo na frente de Eliud Kipchoge.

Móia deixa elogios ao atleta que “tem um passado histórico, tem batido vários recordes e é um atleta fantástico”.

O queniano Eliud Kipchoge, recordista mundial da maratona, correu os 42,195 quilómetros em 1:59.40,2 horas, em Viena.

Para quanto uma prova oficial abaixo das duas horas? Carlos Móia admite que pode ser possível em breve e aponta para Berlim como local mais óbvio para a tentativa, pelo percurso e pelo clima.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.