A+ / A-

​Toyota Corolla 1.8 Hybrid Exclusive: A aposta verde

10 out, 2019 - 19:29 • José Carlos Silva

Em 53 anos a Toyota nunca deixou cair o modelo Corolla que é de resto o mais vendido na história do construtor japonês. Que, de novo, aposta nesta geração para prosseguir as vendas que desde 1966 somam mais de 45 milhões de unidades vendidas em todo o mundo.

A+ / A-

O Toyota Corolla Hatchback 1.8 Hybrid Exclusive, é uma das três apostas do construtor nipónico, ao Troféu Carro do Ano 2020 - Essilor/Volante de Cristal. E concorre na categoria de veículo ecológico.


Abandonada que está de vez a opção nas motorizações a gasóleo, a Toyota apresenta-se a concurso com uma motorização 1.8 litros capaz de debitar 122 cavalos de potencia combinada.

A marca anuncia valores de consumo médios inferiores, mas é realista dizer que em condução normal, sem excessos (nem pé pesado, nem pé leve) é possivel fazer pouco mais de 5 litros aos cem.

O facto de ser um híbrido, retira a preocupação da autonomia, que é sempre uma "pecha" quando se fala de unidades com alguma electrificação.

Exterior

Com o passar dos anos, a Toyota abandona o ar "aborrecido" de outros tempos. O Corolla não é exceção. Na dianteira, os faróis apresentam-se como duas lâminas que convergem para o símbolo da marca situada pouco abaixo da linha do capô.

A frente não é lisa, com um friso que descai no para-choques, conferindo-lhe alguma agressividade, rodeando um favo que toma o lugar da grelha.

A traseira apresenta um conjunto óptico com linhas semelhantes aos dos faróis, em lâmina, que surgem como que, aparentemente, encastrados na mala.

Interior

Sóbrio, com materiais de qualidade. Os bancos da frente têm um design desportivo e são muito confortáveis, com total apoio para o corpo quer do condutor, quer do passageiro.

Os painéis que revestem as portas da frente são de material aborrachado. Pena é que a mesma solução não se aplique ao revestimento das portas traseiras que apresentam um plástico mais duro.

E já que estamos no banco de trás, podemos dizer que é largo o suficiente para acolher dois adultos e uma criança, mas não tem espaço de sobra. Tem, contudo, espaço para passageiros com mais de 1,75 de altura, mas quem vai junto às portas pode sentir-se incomodado nas curvas com a proximidade da pega e da cabeça.

À frente, não há quaisquer reparos: O tablier tem um ar de qualidade superior com um revestimento aborrachado e pespontado. O ar-condicionado é bi-zona, a caixa automática fácil de manusear, o quadrante digital com todas as informações necessárias e de fácil leitura, complementado com um display ao centro do tablier, bastante completo.

A bagageira tem 361 litros, capacidade que pode ser substancialmente ampliada com o rebatimento dos bancos.

Motor

Este é um 1.8 litros de 122 cavalos, com um motor eléctrico responsável por parte do estábulo.

Com 3 modos distintos de condução, normal, desportivo e económico, percebe-se bem a diferença entre cada um deles, sobretudo, quando passamos do ecológico para o desportivo.

A velocidade máxima está limitada a 180 quilómetros por hora, e a marca dos zero aos cem é ultrapassada em menos de 11 segundos.

A caixa é automática de variação continua.

A marca anuncia consumos reduzidos, de 4,8 litros aos cem, mas no nosso teste e sem preocupações de pé leve, a nossa média foi de 5,4, havendo amplitude para valores mais modestos.

O Toyota Corolla Hatchback 1.8 Hybrid Exclusive a concurso é proposto por um preço final de 33.000 euros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.