A+ / A-
Sporting

Salgado Zenha: "As dívidas com os bancos foram sanadas"

10 out, 2019 - 16:06 • Lusa

Vice-presidente do Sporting garante que o clube está "em cumprimento", após ter selado um plano de reestruturação financeira.
A+ / A-

Francisco Salgado Zenha, vice-presidente do Sporting, garante que a SAD do clube leonino está em cumprimento com os bancos, um dia depois do clube ter anunciado a reestruturação financeira com o Millennium BCP e Novo Banco.

De acordo com o comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), na quarta-feira, a SAD ficou com a possibilidade de recomprar a totalidade de VMOC (Valores Mobiliários Obrigatoriamente Convertíveis) a 30 cêntimos.

“As dívidas que existiam com os bancos foram sanadas, estamos em cumprimento. A partir de hoje, temos oportunidade de ir comprando gradualmente os VMOC e vamos fazê-lo, mediante as nossas possibilidades”, frisou Francisco Salgado Zenha, salientando ainda a redução de 50 para 30% da afetação do excesso da venda de passes de futebolistas.

O dirigente ‘verde e branco’ disse não estranhar a desvalorização dos VMOC, para um total de 40,5 milhões de euros, originalmente subscritas a um euro por BCP e Novo Banco, num total de 135 milhões.

Salgado Zenha realçou ainda existência de melhores condições para o clube, além das que foram divulgadas no comunicado enviado à CMVM, decorrentes da renegociação do acordo original, datado de 2014.

“O objetivo de qualquer empresa é ter a situação financeira e a responsabilidade com os seus parceiros estável. O que conseguimos com este acordo foi sanar dívidas que estavam por regularizar”, sublinhou, acrescentando que foi feita a “regularização da situação de dívida vencida com os bancos, uma vez que, desde o verão de 2017, que o Sporting estava em situação de ‘waiver’ [incumpridor], e, finalmente, está em cumprimento”.

Apesar disso, o responsável leonino foi comedido quanto à saúde financeira da SAD, salientando que “o reforço da equipa ou o investimento a ser feito no futebol vai ser sempre dentro das possibilidades”.

“O Sporting está muito longe de uma situação de total estabilidade. Estamos no caminho certo, fizemos muita coisa em pouco tempo: um empréstimo obrigacionista em condições difíceis, terminámos esta renegociação e regularizámos dívida”, recordou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Petervlg
    11 out, 2019 Trofa 08:44
    se foram sanadas, de duas uma ou foram perdoadas ou foram liquidadas, como sabemos que não foram liquidadas, só resta a outra opção. e vindo da banca, o povo paga, pois é fácil fazerem destas negociatas, reles e absurdas. se fosse uma empresa, produtora ou de comercio a banca já teria tirado o tapete, como sempre faz