|
A+ / A-

Ofensiva turca na Síria

Turquia acusa Macron de querer "dividir a Síria"

10 out, 2019 - 18:11 • Redação com Reuters

Acusação surge depois de França ter condenado a ofensiva lançada por Ancara contra os curdos no nordeste da Síria.

A+ / A-

O ministro turco dos Negócios Estrangeiros, Mevlut Cavusoglu, acusou esta quinta-feira o Presidente de França, Emmanuel Macron, de querer dividir a Síria.

As declarações de Cavusoglu numa entrevista à CNN Turk, citada pela Reuters, surgem depois de o Governo francês ter criticado a ofensiva lançada ontem por Ancara contra os curdos no nordeste da Síria.

A maioria das potências internacionais, incluindo os aliados ocidentais da Turquia, temem que a incursão turca na vizinha Síria aumente os riscos de os prisioneiros do Estado Islâmico consigam escapar no meio do caos.

A decisão da Turquia de avançar com uma ofensiva aérea e terrestre para lá da sua fronteira sul surgiu depois de o Presidente norte-americano, Donald Trump, ter anunciado a retirada "para breve" de todas as tropas dos EUA daquela região, onde estão estacionadas com as aliadas Forças Democráticas da Síria, que incluem milícias curdas.

De acordo com várias organizações não-governamentais (ONG) no terreno, em apenas um dia a ofensiva turca no país vizinho já provocou entre 60 mil e 90 mil deslocados.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.