Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

Virar a página, quando?

09 out, 2019 • Opinião de Ribeiro Cristovão


O calendário elaborado para a temporada que decorre abriu a possibilidade de o campeonato da nossa liga principal ficar no armário durante cerca de 25 dias.

Umas vezes em surdina, outras tonitruante, as vozes que contestam a forma como vêm sendo projectados os calendários do futebol português fazem-se ouvir, na tentativa de recuperar o assunto para a praça pública e provocar alguma discussão.

Importa no entanto dizer desde já que, passados esses momentos, o silêncio volta a terreiro e a discussão fica volta a ser adiado para as calendas.

O Sporting de Braga, que já levantara a questão da necessidade de ajustar aquilo que lhe parece estar errado no que toca à calendarização, fez agora ouvir de novo a sua voz no sentido de somar aliados para uma causa que faz todo o sentido, mas à qual poucos dão importância.

O calendário elaborado para a temporada que decorre abriu a possibilidade de o campeonato da nossa liga principal ficar no armário durante cerca de 25 dias.

Um exagero, claramente, agravado pelo facto de olharmos para as ligas da grande maioria dos países europeus e chegarmos facilmente à conclusão que tudo se passa ao contrário.

O prejuízo motivado por uma situação deste tipo atinge todos os clubes mas, de modo muito especial, aqueles que também estão envolvidos nas competições europeias.

E as consequências daí advenientes têm estado bem à vista de todos nos últimos tempos.

Os clubes, também culpados porque são eles que aprovam as decisões sobre a magna questão, terão, por isso, que se juntar e levar a que a eles se juntem a Federação e a Liga de Clubes para, em conjunto tomarem as decisões tão necessárias quanto urgentes.

As querelas de que temos tomado conhecimento pouco ou nada adiantam a favor do processo.

Mais do que divididos, todos juntos são mais fortes e capazes de resolver um problema que há muito deixou de ter razão de ser.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.