A+ / A-

Nobel da Física para três por descobertas sobre a evolução do universo e o lugar da Terra no cosmos

08 out, 2019 - 11:08 • Sofia Freitas Moreira

James Peebles, Michel Mayor e Didier Queloz são os três galardoados. O anúncio foi feito esta terça-feira de manhã na Royal Swedish Academy of Science, em Solna, na Suécia.
A+ / A-

O prémio Nobel da Física foi atribuído, esta terça-feira, a James Peebles e ao trabalho conjunto de Michel Mayor e Didier Queloz, pelas suas "contribuições para a perceção da evolução do universo e do lugar da Terra no cosmos".

James Peebles foi galardoado pelas suas descobertas teóricas na área da cosmologia física, mais concretamente, de radiações cósmicas reveladas pelo investigador em 1965.

Peebles nasceu no Canadá, em 1935, e é professor de ciência na Universidade de Princeton, nos Estados Unidos.

Michel Mayor e Didier Queloz foram distinguidos pela descoberta de ambos, em outubro de 1995, do primeiro planeta extra-solar ao redor de uma estrela da sequência principal (51 Pegasi), mudando a perceção do mundo sobre o seu lugar no universo.

Desde esse momento, mais de 4 mil exoplanetas foram encontrados, incluindo planetas com potencial de agregar condições necessárias para acolher vida humana.

Mayor nasceu em 1942, na Suiça, e é professor emérito de astronomia na Universidade de Genebra, na Suiça. Didier Queloz também nasceu na Suiça, em 1966 e é professor de astrofísica na universidade de Genebra e na universidade de Cambridge, no Reino Unido.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.