A+ / A-
Sporting de Braga

António Marques e o "caricato despertar do Benfica" para a calendarização

08 out, 2019 - 18:15 • José Pedro Pinto

Presidente da mesa da assembleia-geral da SAD transmite em Bola Branca, de viva voz, a reação arsenalista às críticas encarnadas quanto ao tema do momento no futebol português. António Marques taxativo: "Se perturbar o futebol português, que se acabe com a Taça da Liga".
A+ / A-

O presidente da mesa da assembleia-geral (AG) da SAD do Sporting de Braga rotula de "caricato" o tardio "despertar" do Benfica para a controversa calendarização do futebol português.

A Bola Branca, António Marques, já depois do comunicado da Braga SAD em reação às críticas encarnadas ontem tecidas, recorda que o presidente dos arsenalistas, António Salvador, "anda há meio ano a falar disso".

"Não deixa de ser caricato que o Benfica só agora desperte para um problema que o Sporting de Braga já antecipou há muitos meses", reforça o dirigente da sociedade que gere o futebol dos "guerreiros". "O Braga, mais uma vez, antecipou um problema em prol do futebol português", prossegue, deixando um apelo aos clubes do futebol profissional.

"Não sei se o despertar é tardio mas nunca é tarde demais para se ajustar o que de errado está. A única coisa que não tem solução é a morte. Se houver vontade, se os clubes entenderem, terão de se sentar com a Liga Portugal, que marca os calendários", sustenta.

Ora, um dos exemplos que levou a Braga SAD a abandonar a Comissão Permanente de Calendários (CPC), em setembro, prendeu-se com o "veto" dado ao adiamento, de 31 de outubro para 29 de dezembro, da deslocação ao Bessa, para defrontar o Boavista. Confrontado por Bola Branca com o papel que o Benfica teve em bloquear essa intenção minhota, António Marques não se alonga em comentários mas não deixa de verbalizar um reparo aos encarnados.

"Não quero alimentar mais polémica com o Benfica, mas o Benfica não esteve bem", assinala, deixando, por outro lado, a faca e o queijo na mão da Liga Portugal, liderada por Pedro Proença.

"A Liga não terá outro remédio, para a competitividade do futebol português, que não seja sentar-se com os clubes. O presidente Salvador está a antecipar e a chamar para a discussão o presidente da Liga Portugal. Quero acreditar que [Pedro Proença] estará disponível. Só assim poderemos acreditar que a Liga está a fazer o seu papel, que é estar ao serviço do futebol", avisa.

E a Taça da Liga? "Se perturbar, que se acabe"

Na altura do rompimento com a CPC, o Sporting de Braga lançou igualmente para cima da mesa a discussão sobre a viabilidade desportiva de se manter a Taça da Liga em cena na calendarização do futebol português, chegando mesmo ao ponto de uma declaração de intenções bem vincada contra a continuidade da competição. O presidente da AG da SAD concorda.

"Se se verificar que essa competição perturba o normal andamento dos clubes que estão nos campeonatos e nas competições europeias, é evidente que é um assunto que tem de ser discutido. É necessário discutir o assunto e rever, se for o caso. Se for melhor para o futebol português, quer para a competitividade nacional quer internacional, que se acabe com a Taça da Liga", conclui.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Petervlg
    09 out, 2019 Trofa 09:21
    Como é possível o benfica votar contra o pedido de alteração do jogo Braga-Boavista e agora vem dizer que o calendário está mal. é preciso não ter noção sobre o que estão a fazer