|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Casa Comum

Tancos. Assis diz-se “absolutamente convicto” de que Costa não sabia de nada

02 out, 2019 - 15:38 • José Pedro Frazão

Eurodeputado socialista não acredita que o caso vá interferir com os resultados eleitorais de domingo.

A+ / A-

Francisco Assis está convencido de que o primeiro-ministro não estava ao corrente do se passava quando foi a encenação na recuperação do armamento roubado de Tancos.

“Tenho a plena convicção de que ele não sabia. Se eu não tivesse, faria uma avaliação completamente negativa da ação de António Costa como homem de Estado e primeiro-ministro”, afirma na Renascença.

“Por exemplo, ter-me-ia impedido de estar presente numa ação de campanha como aquele onde estive no passado domingo”, aponta, reforçando: “tenho a convicção absoluta de que o António Costa não tinha o mais pequeno conhecimento do que se estava a passar”.

No programa Casa Comum, que partilha com Paulo Rangel, Assis diz ainda não acreditar que o caso de Tancos vá influenciar os resultados eleitorais.

“O processo de recuperação eleitoral do PSD já estava a ocorrer e não se verifica uma degradação muito significativa das perspetivas de votação no Partido Socialista”, defende. “Pode haver uma ligeira descida, mas não é assaz significativa. Este episódio em si não vai ser significativo”, insiste.

Já Paulo Rangel apresenta uma visão mais crítica. “A partir do momento em que as coisas aconteceram, o primeiro-ministro não vai perguntar como as coisas se passaram? Não vai tentar saber? É uma evidência que vai”, conclui.

Mas, “independentemente de saber ou não saber – já não entrando nesse patamar – a gestão política deste processo foi muito mal feita, seja pelo primeiro-ministro seja pelo então ministro da Defesa”, destaca.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • João Lopes
    03 out, 2019 09:30
    Rui Rio sobre Tancos: «se António Costa não sabia então é incompetente a governar — "António Costa continua a jurar a pés juntos que nada sabia, então temos a segunda hipótese: os ministros de António Costa não põem o primeiro-ministro ao corrente daquilo que se passa nos seus ministérios".