A+ / A-

“Centeno do PSD” garante que programa do partido é “realista”

30 set, 2019 - 21:07 • Eunice Lourenço , João Pedro Barros

Joaquim Miranda Sarmento acusou ministro das Finanças de querer desviar as atenções do caso de Tancos.

A+ / A-

Na chamada “guerra dos Centenos”, o porta-voz de Rui Rio para as Finanças veio a público defender o seu programa e acusar o ministro das Finanças de tentar mudar de assunto na campanha. Em entrevista à SIC, esta segunda-feira, Joaquim Miranda Sarmento disse que Mário Centeno está apenas a desviar as atenções do caso de Tancos.

“Eu acho que ele vestiu o fato de político e fez um número político. A minha explicação é que isto é um pequeno ‘fait divers’ para tentar tirar da discussão o assunto principal que tem ocupado os últimos dias, e que é um assunto grave de Estado”, afirmou o economista e professor do ISEG.

Recorde-se que, ao fim da manhã desta segunda-feira, Mário Centeno deu uma conferência de imprensa a criticar o programa social-democrata, que considera irrealista. Joaquim Sarmento garante que não é assim e que ele parte do “cenário de políticas e variantes do Conselho das Finanças Públicas”.

“Tem um conjunto de medidas fiscais e não fiscais, que nós procurámos calibrar, para perceber o impacto no crescimento económico e, a partir daí, o impacto nas outras variáveis económicas e nas variáveis orçamentais . É um programa ambicioso, mas é um programa realista”, resumiu.

Joaquim Miranda Sarmento explicou ainda que não é candidato a deputado por opção própria, relacionada com a sua vida académica.

Últimaslegislativas 2019
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.