Tempo
|
A+ / A-

“Não é preciso ser comunista para votar na CDU”

25 set, 2019 - 00:15 • Cristina Nascimento

Comício da CDU em Samora Correia foi de forte apelo ao voto. Secretário-geral do PCP fez uma revisão às medidas implementadas durante a legislatura garantindo que “muitas têm a marca da CDU”.

A+ / A-

Foi perante um Centro Cultural de Samora Correia cheio que o comunista António Filipe declarou “não é preciso ser comunista para votar na CDU”.

A geringonça que está agora a chegar ao fim e que marcou a vida política do país dá razão aos partidos que têm bancadas parlamentares menos recheadas, defendeu.

“As legislativas não servem para eleger um primeiro-ministro, servem para eleger deputados”, diz depois Jerónimo de Sousa, quando chegou a sua vez de tomar a palavra.

O secretário-geral do PCP fez uma revisão às medidas implementadas durante a legislatura garantindo que “muitas têm a marca da CDU”, dedicando especial atenção ao fim do pagamento do subsídio de Natal em duodécimos.

“Preparavam-se para, mais cedo do que tarde, eliminarem o subsídio de Natal, essa que foi uma conquista de Abril”, disse Jerónimo, tendo por resposta um forte aplauso dos cerca de 250 apoiantes que marcaram presença naquele que foi o primeiro comício da campanha.

O dia da caravana da CDU foi passado entre as oficinas da EMEF (distrito de Santarém) e o Pinhal de Leiria (distrito de Leiria). Olhando para as estatísticas, António Filipe, cabeça de lista por Santarém, tem a eleição garantida, uma vez que, neste distrito, conseguiram sempre eleger pelo menos um deputado.

No distrito de Leiria, a estatística é bem diferente. Há 34 anos que a CDU não consegue eleger nenhum deputado. Em Leiria a cabeça de lista é Heloísa Apolónia, do Partido Ecologista Os Verdes.

Apolónia tem sido presença habitual no Parlamento nas legislaturas. Desta vez concorre por Leiria, uma zona do pais da qual se aproximou sobretudo depois dos incêndios de 2017, no Pinhal de Leiria. O caminho para a manutenção no Parlamento não parece ser fácil, mas Heloísa Apolónia mostra confiança. “Tenho sentido grande simpatia pela minha candidatura”, garante.

Por agora, segue a caravana da CDU. Na quarta-feira ruma ao norte do pais, com passagem por Ponte de Lima, Guimarães, Porto e Vila Nova de Gaia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.