A+ / A-

Mapa (menos laranja) dos resultados eleitorais na Madeira

22 set, 2019 - 23:56 • Lusa

PSD venceu sem maioria aboluta ao fim de 43 anos, o Parlamento regional passa a contar com apenas cinco partidos e o PS ganhou em quatro dos 11 concelhos da Madeira historicamente sociais-democratas.
A+ / A-

Veja também:


Cinco partidos vão estar representados na Assembleia Legislativa da Madeira durante a XII Legislatura, depois das 'saídas' de BE, PTP e Nova Democracia, quando atualmente o parlamento regional contava com sete forças políticas e um deputado não inscrito.

Nas eleições legislativas regionais deste domingo, de acordo com os resultados oficiais divulgados pela Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna, o PSD obteve 21 deputados, PS 19, CDS-PP três, Juntos Pelo Povo (JPP) também três e CDU (PCP/PEV) um.

Em 2015, o PSD conseguiu 24 deputados, segurando a maioria absoluta por um, e o CDS-PP sete.

A coligação formada por PS, PTP, PAN e MPT em 2015 conseguiu seis mandatos, mas acabou por ser desfeita, ficando cinco socialistas e um parlamentar do Partido Trabalhista Português (PTP).

O JPP conseguiu há quatro anos cinco deputados, a CDU dois, o Bloco igualmente dois e o Partido Novas Democracia um, mas o deputado Gil Canha acabou a legislatura como não inscrito.

O fim das maiorias absolutas do PSD

O PSD venceu este domingo as eleições legislativas regionais da Madeira, com 39,42% dos votos, mas perdeu, pela primeira vez, a maioria absoluta, elegendo 21 dos 47 deputados, depois de apuradas todas as freguesias.

De acordo com informação disponibilizada pela Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna, o PS obteve 35,76% e elegeu 19 deputados.

O CDS-PP, com 5,76% dos votos e três deputados, foi a terceira força política mais votada, seguido pelo JPP, com 5,47% e também três parlamentares.

A CDU conquista um lugar, depois de alcançar 1,80% dos votos.

Mais nenhum partido conseguiu eleger deputados para a Assembleia Legislativa da Madeira, que tem um total de 47.

A abstenção foi de 44,49%.

PS conquista quatro concelhos em que PSD sempre ganhou desde 1976

O PS ganhou em quatro dos 11 concelhos da Madeira, designadamente Funchal, Machico, Porto Santo e Santa Cruz, derrotando o PSD que, entre 1976 e 2015, ficou sempre em primeiro lugar nas eleições legislativas regionais naqueles municípios.

Os socialistas arrecadaram a vitória no Funchal, com 39,00%, em Machico, com 48,09%, no Porto Santo, com 50,75%, e em Santa Cruz, com (30,65%), encostando o PSD para o segundo lugar nestes concelhos madeirenses.

Desde as primeiras eleições legislativas na Região Autónoma da Madeira, em 1976, o PSD ocupou sempre o primeiro lugar em todos os concelhos, ciclo que hoje termina com a vitória do PS em quatro municípios.

No Funchal, o PSD registou 44,60% dos votos em 1976, o que lhe garantiu a liderança nas opções dos votantes, primeiro lugar que assegurou em todas as eleições legislativas regionais da Madeira até 2015, ano em que contou com 42,49% dos votos.

Nas eleições deste domingo, o PS tirou o primeiro lugar aos sociais-democratas no Funchal, vencendo com 39,00%, seguindo-se PSD com 37,09% e CDS-PP com 5,74%.

No concelho de Machico, os sociais-democratas desceram dos 53,71% votos registados em 1976 para 34,53% votos arrecadados hoje, o que resultou na perda do primeiro lugar, que ocupou sempre em todos os atos eleitorais nas legislativas regionais da Madeira, e na vitória do PS com 48,09%.

A principal reviravolta destas eleições legislativas regionais verificou-se no Porto Santo, com o PSD a registar a maior derrota, passando dos 54,95% de votos registados em 2015 para 35,73%, apesar de a quebra de número de votantes ser de 1.532 para 1.089, o que resulta na perda de 443 votos.

Neste ato eleitoral, o PS conseguiu 1.547 votos (50,75%) no Porto Santo, quando em 2015, quando se apresentou na coligação PS-PTP-PAN-MPT, tinha arrecadado 504 (18,08%), triplicando assim o número de votos.

Em 1976, o PSD teve 53,39% dos votos no Porto Santo, maioria absoluta que se manteve intocável até 2015, sempre com o PS em segundo lugar nas opções dos porto-santenses.

Além do Funchal, Machico, Porto Santo, os socialistas roubaram a liderança do PSD no concelho de Santa Cruz, onde em 1976 os sociais-democratas arrecadaram uma maioria absoluta de 67,70% e, mesmo nas eleições em que não conseguiu esse efeito, ficou sempre em primeiro lugar até 2015, ano em que teve o pior resultado, com 34,10%, mas que foi superado hoje com o resultado de 30,65% dos votos.

Apesar de o PS ter conquistado quatro concelhos, o PSD mantém a liderança nos restantes sete dos 11 concelhos da Região Autónoma da Madeira: Calheta, com 56,29%, Câmara de Lobos, com 46,71%, Ponta do Sol, com 50,39%, Porto Moniz, com 47,76%, Ribeira Brava, com 47,90%, Santana, com 42,40%, e São Vicente, com 56,10%.

Nestes sete concelhos liderados pelos sociais-democratas, os socialistas ocuparam o segundo lugar em todos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.