Tempo
|
A+ / A-

Leonel Pontes. “Faço o que tenho de fazer no limite das minhas possibilidades"

22 set, 2019 - 15:30 • Redação

Técnico dos leões garante que há substitutos para Bruno Fernandes, que não defronta o Famalicão, por castigo.

A+ / A-

O Sporting de Leonel Pontes ainda não ganhou mas o treinador interino dos leões não teme pelo lugar.

“Todos os treinadores estão risco e dependentes de resultados. Eu não abdico das minhas competências, faço o que tenho de fazer no limite das minhas possibilidades, para tornar esta equipa organizada, competitiva e que lute para ganhar. Face a um conjunto de aspetos difíceis de gerir desde a minha entrada. Entre lesões, jogadores vindos de seleções, novos atletas em adaptação”, referiu.

O técnico verde e branco garante que há melhorias na equipa e deu como exemplo a partida contra o PSV para a Liga Europa.

“Se fizerem uma análise profunda ao que foi o jogo, percebem que fizemos um grande jogo. Se o tivéssemos empatado ou vencido, teria sido um jogo extraordinário. Cometemos alguns pequenos erros e tivemos momentos de azar, mas sofremos um golo de carambola”, referiu.

Os leões defrontam o Famalicão, atual líder do campeonato, sem o capitão Bruno Fernandes. Leonel Pontes desvaloriza.

“As equipas são construídas à volta dos grandes jogadores. O Bruno é um grande jogador, como o Messi é um grande jogador, o Ronaldo é um grande jogador, e as equipas têm sempre substitutos para dar resposta”, garantiu.

Pontes admite que “a dinâmica poderá ser diferente, mas não tenho dúvidas de que haverá jogadores para poder substituir essa função”.

Mas quem? “Temos algumas soluções. Pode jogar o Vietto, o Jese, o Plata, jogando por dentro, mais próximo do ponta-de-lança”.

A convocatória para o jogo que fecha a 6.ª jornada da Liga só vai ser divulgada esta segunda-feira, dia de jogo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.