|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Grécia. GNR resgata 19 pessoas na ilha de Chios

19 set, 2019 - 08:41 • Redação

Embarcação de borracha com cerca de quatro metros estava com excesso de lotação.

A+ / A-

Os militares da GNR destacados na ilha de Chios, na Grécia, resgataram 19 pessoas perto de Empórios, numa ação de vigilância junto à costa.

Durante uma ação de vigilância, os militares destacados no âmbito da missão da Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira (FRONTEX), detetaram uma embarcação de borracha com cerca de quatro metros e com excesso de lotação.

"Os militares intercetaram a embarcação, realizando o resgate de 19 pessoas, das quais quatro crianças, com idades compreendidas entre os cinco e os oito anos, uma mulher, e 14 homens, com idades compreendidas entre 18 e os 60 anos", revela uma nota da GNR enviada à redação.

Uma das crianças estava ferida num pé e foi assistida no local pelos militares.

"Durante o resgate, os migrantes foram colocados na embarcação portuguesa e transportados em segurança para o Porto de Chios", acrescenta o mesmo texto.

Nesta missão da FRONTEX, a GNR desenvolve ações nas fronteiras terrestres e marítimas com a finalidade de prevenir, detetar e reprimir ilícitos relacionados com a imigração ilegal, tráfico de seres humanos e outros crimes transfronteiriços.

Desde janeiro, a GNR efetuou cerca 790 patrulhas, percorreu cerca de 66 mil quilómetros e 5.000 milhas náuticas, tendo detetado 218 embarcações e auxiliado 2.107 pessoas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.