RR
|
A+ / A-

Afeganistão. Carro armadilhado junto a hospital faz pelo menos 20 mortos

19 set, 2019 - 07:16 • Redação

Ataque reivindicado por um porta-voz dos talibãs.

A+ / A-

Pelo menos vinte pessoas morreram e 95 ficaram feridas após a explosão de um carro armadilhado junto a um hospital Qalat, no sul do Afeganistão.

“A bomba era enorme e estava numa carrinha”, revelou à agência Reuters um alto funcionário da Defesa, acrescentando que o número de vítimas pode aumentar.

Apo que tudo indica, os terroristas tinham como alvo um edifício dos serviços secretos afegãos, mas acabaram por deixar o veículo junto ao portão da unidade hospitalar que ficava perto.

O ataque reivindicado por um porta-voz dos talibãs Qari Yusuf Ahmadi.

Na quarta-feira, pelo menos 12 pessoas ficaram feridas num atentado contra um edifício governamental na província de Nangarhar, no Afeganistão, um dia depois de dois atentados que causaram perto de 50 mortos.

Os atentados de terça-feira foram reivindicados pelos talibãs, que já ameaçaram boicotar todo o processo eleitoral com violência, para impedir a realização, por considerarem que o processo é manipulado por potências estrangeiras.

Mais de nove milhões de afegãs são chamados para ir às runas escolher o novo presidente.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.