Tempo
|
A+ / A-

Cidadãos podem entregar armas não declaradas até março de 2020

18 set, 2019 - 12:44 • Lusa

Devem deslocar-se a qualquer esquadra da PSP ou posto da GNR e fazer a entrega das armas, munições e/ou acessórios.

A+ / A-

Os detentores de armas não declaradas vão poder entregá-las à PSP até final de março de 2020, nos termos da nova lei das armas.

Segundo a PSP, os cidadãos que sejam detentores de armas não declaradas vão poder regularizar a situação, desde que legalmente possível e se forem titulares de licença habilitante ou isentos de licença, por força de estatuto profissional específico.

Os cidadãos devem deslocar-se a qualquer esquadra da PSP ou posto da GNR e fazer a entrega das armas, munições e/ou acessórios.

Após exame à arma, a PSP notificará os requerentes e as armas passam a poder ficar em situação de detenção no domicílio, durante 180 dias, período em que se será feito o licenciamento.

A lei das armas foi promulgada em 24 de julho pelo Presidente da República e limita o número de armas de fogo que cada pessoa pode ter em casa.

A lei, aprovada com a abstenção do partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) e sem votos contra, restringe o número de armas que os caçadores, por exemplo, podem ter em casa e estipula um prazo para resolver a questão das excedentes.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.