A+ / A-
Debate da rádio

​Rio quer penas mais graves para jornalistas que violem segredo de Justiça

18 set, 2019 - 13:24 • Eunice Lourenço , Cristina Nascimento

Líder do PSD critica falta de eficácia do Ministério Público em investigações a crimes de corrupção.
A+ / A-

Recorde aqui como foi o debate

Veja também:


O presidente do PSD, Rui Rio, quer que os órgãos de comunicação social sejam mais severamente punidos nos casos de violação do segredo de Justiça.

“Se eu violo o segredo de Justiça porque pego em algo que não devo divulgar e toco à porta do meu vizinho e mostro-lhe o que não devo mostrar, se isso consiste num crime, se eu mostrar a 10 milhões de portugueses, o crime é 10 milhões de vezes maior”, defendeu Rui Rio esta quarta-feira.

Rio falava durante o debate com todos os líderes partidários com assento parlamentar, numa iniciativa conjunta entre a Renascença, Antena 1 e TSF.

“Eu sei que o que estou a dizer não é minimamente politicamente correto, mas o que eu acho é que a sociedade não está devidamente equilibrada”, acrescenta.

Rio considera que, desta forma, resolve-se parte do problema da violação do segredo da Justiça.

Durante o debate, o presidente do PSD mostrou-se ainda muito crítico da falta de eficácia do Ministério Público em matéria de investigação dos crimes de corrupção, defendendo “o combate no sítio certo - nos tribunais, no Ministério Público - e não nas páginas dos jornais, nem nos ecrãs de televisão".

Rio diz que, ao poder político, compete dar à Justiça os instrumentos necessários para o combate à corrupção. "Mas depois têm de fazer o trabalho", ressaltou, considerando que em muitos casos a eficácia tem sido ”zero".

Últimaslegislativas 2019
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Vitor Prata
    18 set, 2019 17:49
    Politicos só falam em violação do segredo de justiça relativamente a processos, quase sempre de corrupção, em que politicos (os próprios ou outros) são suspeitos. E a culpa é depois da CS. Se houvesse mais respeito pela ética e pela lei, por parte de quem exerce funções politicas e públicas, não haveria tantos destes processos e tantos suspeitos. Assim, seria melhor que RR estivesse calado porque apenas revela quem ele quer proteger. A preocupação de RR não é com a falta de eficacia do MP; é, sim, com a existência dos próprios processos e das investigações de atos de políticos.