|
A+ / A-

Peregrinação de setembro. Bispo das Forças Armadas apelou à oração como ferramenta para a construção da paz

13 set, 2019 - 00:30 • Teresa Paula Costa

“Só onde há oração haverá abertura a Deus e aos outros”, sublinhou D. Rui Valério.

A+ / A-

Na homília da Missa da Vigília da peregrinação de setembro, em Fátima, esta quinta-feira, o Bispo das Forças Armadas, D. Rui Valério, apelou à oração como ferramenta para “construir ou reparar todos os dias os delicados alicerces da paz”.

Considerando que sempre que o homem procura descobrir em si mesmo a solução para os seus problemas se fecha a Deus e ao mundo, D. Rui Valério explicou que “a paz é a bem-aventurança da abertura ao outro”. Por isso, concluiu, “só onde há oração haverá abertura a Deus e aos outros”.

“Em todo o género de conflito, seja ele bélico, familiar, existencial, profissional ou pessoal, deparamo-nos sempre com o mesmo cenário da pessoa centrada sobre si, fechada dentro do seu mundo, entregue somente aos seus recursos, e projetando tudo em vista de si e dos seus interesses individuais”, desenvolveu.

A Peregrinação Internacional Aniversária de setembro está inserida no ano pastoral com o tema “Tempo de Graça e misericórdia - Dar Graças por Peregrinar em Igreja”, e evoca a dimensão eclesial deste dom que Fátima é para a Igreja e para a humanidade.

Esta sexta-feira, o Rosário na Capelinha das Aparições começa pelas 9h00, seguindo-se a Missa às 10h00, no Recinto de Oração. Nesta celebração tem lugar a bênção dos doentes e a procissão do adeus.

Nos serviços do Santuário fizeram-se já anunciar mais de 70 grupos de peregrinos oriundos do Reino Unido, Indonésia, Irlanda, Itália, Coreia do Sul, EUA, Holanda, Polónia, Portugal, Austrália, Brasil, Canadá, China, República Checa, Alemanha, Filipinas, Espanha, França, Eslováquia, Ilhas Reunião e Singapura.

A Peregrinação Aniversária de setembro faz memória da quinta aparição de Nossa Senhora aos três Pastorinhos. Segundo os testemunhos, estima-se que tenham estado na Cova da Iria entre 20 a 30 mil peregrinos.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Desabafo Assim
    17 set, 2019 20:35
    A oração é realmente fundamental e na sua ausência voltamos à estaca zero.