Catarina Martins: "Podemos diminuir horas de trabalho sem reduzir salário"

12 set, 2019 - 10:10

As maiorias absolutas “são um perigo” e não são necessárias para a estabilidade, diz a coordenadora do Bloco, que foi evasiva quando questionada sobre uma nova geringonça. A coordenadora do Bloco de Esquerda acredita ser possível reduzir o horário de trabalho para as 35 horas semanais no setor privado, sem reduzir os salários. Em entrevista à Renascença, Catarina Martins diz que as empresas não só têm capacidade para o fazer, como a medida permitiria criar mais 200 mil postos de trabalho.
RSS URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.