|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Papa em Madagáscar para levar esperança a um dos países mais pobres do mundo

06 set, 2019 - 19:43 • Aura Miguel , enviada especial a Madagáscar

O momento alto do programa de sábado será a vigília, ao ar livre, com milhares de jovens, no Campo Diocesano de Soamandrakizay.

A+ / A-

O Papa Francisco deixou Moçambique esta sexta-feira e chegou a Madagáscar, país onde há milhões de pessoas na miséria, a viver sem água, sem luz e sem esgotos.

Uma em cada duas crianças são desnutridas e cerca de um milhão de menores trabalha em condições desumanas - uma tragédia que também se alarga à chaga da prostituição infantil.

A vulnerabilidade dos malgachos também inclui doenças infeciosas que ainda hoje matam, como a lepra, a peste e a cólera.

A juntar ao rol das desgraças, além da corrupção, este povo ainda sofre de catástrofes naturais, a última delas aconteceu este ano com o ciclone Idai.

O Papa vai a Madagáscar semear palavras de esperança e de paz, porque, ao contrário da maioria dos analistas que olham para o país a partir do que é negativo, Francisco valoriza o que é humano e rico de fé neste povo; um olhar de esperança pois a população é muito jovem.

O momento alto do programa da visita para sábado será, pelas 16h00 (hora de Lisboa), a vigília, ao ar livre, com milhares de jovens, no Campo Diocesano de Soamandrakizay.

Como habitualmente, a agenda do Papa começa com um discurso perante o Presidente e as autoridades do país.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.