Protestos

África do Sul. Negócios de estrangeiros alvo de violência xenófoba

05 set, 2019 - 11:52 • Sofia Freitas Moreira (edição) Reuters (Imagens)

Uma nova onda de violência e pilhagens contra estrangeiros deflagrou na África do Sul, no fim-de-semana, com maior incidência em Joanesburgo. Desde domingo, morreram, pelo menos, cinco pessoas e 189 foram detidas. Dezenas de lojas e estabelecimentos comerciais foram destruídos e os protestos contra os ataques estenderam-se, mesmo a outros países do continente.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.