Câmara hiperbárica. Um "mergulho" de 15 metros que cura a surdez súbita e cicatriza tecidos

03 set, 2019 - 20:13 • Joana Bourgard

As câmaras hiperbáricas são um recurso em vários tipos de patologias. Simulam um "mergulho" ao fundo do mar, onde a pressão ambiente é superior à pressão atmosférica a que estamos habituados de forma a acelerar a cicatrização e a potenciar os efeitos dos medicamentos, em particular, dos antibióticos, o que acaba por evitar algumas cirurgias. Em Portugal há seis câmaras, uma delas está no Hospital das Forças Armadas onde o actor Ângelo Rodrigues está a receber tratamento para uma fasceíte necrotizante.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.