O Mundo em Três Dimensões
Números que contam histórias de segunda a sexta-feira (05h40, 17h50 e 21h05).
A+ / A-
Arquivo
O Mundo em Três Dimensões - Livro de reclamações - 02/09/2019
O Mundo em Três Dimensões - Livro de reclamações - 02/09/2019

O Mundo a Três Dimensões

Mais 100 mil queixas feitas através do livro de reclamações eletrónico

02 set, 2019 • André Rodrigues , com sonorização de José Luís Moreira


A tecnologia existe para ajudar e agora já podemos fazer a nossa reclamação online – em qualquer lugar – no livro de reclamações eletrónico.

De certeza que já teve uma ou outra situação em que não ficou satisfeito com a comida que lhe puseram no prato naquele restaurante onde jura a pés juntos que não vai regressar. Ou aquele sítio onde lhe serviram um chá a escaldar quando tinha pedido morno. Ou, pior do que isso, quando foi vítima da má disposição de um funcionário acabado de sair das férias de verão numa segunda-feira.

Qualquer que seja a situação, às vezes, não pedimos o livro de reclamações porque não estamos para nos chatear ou porque não temos tempo para perder 15 ou 20 minutos.

Mas, com tudo o que tem de bom e de menos bom, a tecnologia existe para ajudar e agora já podemos fazer a nossa reclamação online – em qualquer lugar – no livro de reclamações eletrónico.

Basta aceder ao site www.livroreclamacoes.pt, escolher a opção ‘fazer reclamação’, inserir um endereço de e-mail e fazer ‘submeter’. Recebe-se de imediato um correio eletrónico com um link – que é válido apenas por uma hora – para continuar a reclamação.

Mais de 150 mil empresas já permitem fazer esta operação. Desde as telecomunicações, aos serviços de água, gás e luz, cadeias de distribuição, bancos e agências de viagens.

Resposta à reclamação em 15 dias úteis.

Em 2020, este formato de reclamação digital chega a todos os setores.

De acordo com dados recentes da Direção-Geral do Consumidor, entre 1 de julho de 2017 e 30 de junho de 2019, deram entrada 111 mil queixas através do livro de reclamações eletrónico.

E só no ano passado, entre queixas eletrónicas e registadas no papel, atingiu-se um recorde de 388 mil reclamações por parte dos consumidores portugueses.

A maior parte delas relacionadas com incumprimento por parte de operadores de telecomunicações.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • João Oliveira
    04 set, 2019 Lisboa 23:04
    É para a estatística! E as reclamações falsas também estão nas estatísticas, mas estão todas no mesmo saco!
  • Cidadao
    04 set, 2019 Lisboa 20:29
    E há consequências para as empresas, das reclamações feitas por nós, ou isto é "só para a estatística"?