A+ / A-

Marcelo manifesta “júbilo” pelo nomeação de D. Tolentino

01 set, 2019 - 12:33 • Redação

Novo cardeal português vai ser o presidente das comemorações do Dia de Portugal em 2020.
A+ / A-

O Presidente da República já manifestou o seu “mais profundo júbilo” pela escolha de D. Tolentino Mendonça para cardeal. Numa mensagem publicada no site da Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considera que esta escolha do Papa Francisco é um reconhecimento do próprio D. Tolentino, mas também da presença da Igreja Católica na sociedade portuguesa.

O Papa Francisco anunciou este domingo que D. Tolentino Mendonça será feito cardeal no Consistório de 5 de Outubro, o que eleva para três o número de cardeais portugueses com direito de voto. O Presidente português também anuncia desde já que pretende estar presente nas cerimónias de imposição do novo barrete cardinalício.

“O Presidente da República manifesta o mais profundo júbilo pela elevação do Senhor Dom José Tolentino de Mendonça ao Cardinalato, traduzindo o reconhecimento de uma personalidade ímpar, assim como da presença da Igreja Católica na nossa sociedade, o que muito prestigia Portugal”, lê-se na mensagem de Marcelo, que lembra que o novo cardeal vai presidir às comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas em 2020.

Na sua mensagem, Marcelo sublinha ainda “a excecional relevância do novo cardeal como filósofo, pensador, escritor, professor e humanista”.

De sacerdote a cardeal num ano. O percurso meteórico de D. Tolentino Mendonça
De sacerdote a cardeal num ano. O percurso meteórico de D. Tolentino Mendonça

legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.