|
A+ / A-

Furacão Dorian chegou às Bahamas quase nos 300 quilómetros por hora

01 set, 2019 - 20:28 • Lusa

Para já, não há notícias de vítimas do furacão, que será dos mais fortes alguma vez registados no Atlântico.

A+ / A-

O furacão Dorian atingiu as costas das ilhas das Bahamas, na América Central, com rajadas de vento que atingiram os 295 quilómetros por hora, deslocando-se agora em direção à costa leste dos EUA, disseram as autoridades.

O furacão atingiu a categoria 5 (numa escala de 5) e as autoridades alertam para os “riscos elevados” que constitui a sua passagem, obrigando milhares de cidadãos das zonas mais baixas da Bahamas a evacuar as suas casas e procurar abrigos improvisados pelo Governo.

Para já, não há notícias de vítimas do furacão, que será dos mais fortes alguma vez registados no Atlântico.

As autoridades norte-americanas preparam-se agora para receber o furacão Dorian, no início da próxima semana, apesar de o seu rumo ser incerto e não haver certezas sobre a zona de impacto inicial na costa leste dos EUA, estimando-se que ele esteja a deslocar-se mais para norte do que inicialmente previsto, podendo não atingir o estado da Florida.

O aeroporto internacional de Orlando, na Florida, informou hoje que permanecerá aberto segunda-feira, depois de ter planeado interromper os voos comerciais a partir das 2h00 da madrugada (hora local) de segunda-feira, admitindo que o furacão possa não atingir a Florida.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.