A+ / A-

"Começa a ser insuportável". Sócrates critica ataques de Costa a maiorias absolutas

31 ago, 2019 - 10:04 • Redação

Sócrates relembra que António Costa fez parte do Governo que agora critica.
A+ / A-

"Começa a ser insuportável assistir, sem reagir, aos ataques que o líder do PS faz à história do Partido Socialista e aos anteriores governos socialistas". São palavras de José Sócrates, que critica os ataques de António Costa às maiorias absolutas, num artigo de opinião publicado esta sexta-feira no Expresso.

O ex-primeiro ministro acusa a direção do PS de o atacar, quando diz que os portugueses não têm boa memória de maiorias absolutas, e de se juntar, assim, "ao discurso de todos os outros partidos que têm óbvio interesse político em fazê-lo."

Em causa está uma declação de Costa numa numa entrevista à TVI, de que Sócrates não gostou. O primeiro-ministro refere-se à "má memória" que os portugueses têm das maiorias absolutas, tanto as do PSD como as do PS.

"Também nunca imaginei que alguém pudesse conceber como estratégia para ter maioria absoluta, desacreditá-la enquanto solução política", escreve ex-primeiro-ministro.

Sócrates relembra ainda que António Costa fez parte do Governo que agora critica e sublinha que foi o único executivo do PS a conseguir maioria absoluta em democracia.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • João Lopes
    31 ago, 2019 19:08
    O Governo de Passos Coelho teve de tomar resoluções difíceis para os portugueses, porque herdou o País em estado de quase-bancarrota, originada pelos 2 governos do ex-Secretário Geral do PS e ex-presidiário, Sócrates de seu nome… Mas a geringonça social-comunista criou muitos mais impostos indiretos e mesmo assim não há dinheiro para consertar barcos e comboios, comprar seringas, medicamentos, etc. etc.
  • José Joaquim Cruz Pinto
    31 ago, 2019 Ílhavo 15:15
    É o Expresso que tem falta de temas, ou ele que tem falta de palco?
  • 31 ago, 2019 13:03
    O paulo morais ataca todos" menos a cmtv!