A+ / A-

​Daniel Ramos coloca reticências à candidatura do Sporting se Bruno sair

28 ago, 2019 - 12:45 • Pedro Azevedo

Bruno Fernandes tem muito peso na equipa e no balneário e a equipa irá ressentir-se se o médio sair, considera o ex-treinador do Rio Ave.
A+ / A-

O Sporting é líder do campeonato ao cabo de três jornadas com sete pontos. A equipa leonina tem um ponto de vantagem para Benfica e FC Porto, os outros concorrentes na luta pelo título. O treinador Daniel Ramos sustenta que para o Sporting manter o estatuto não pode vender Bruno Fernandes.

“O Sporting é um sério candidato até porque há também uma grande vontade em querer demonstrá-lo à procura de um título. Também faz parte do ADN dos jogadores e neste arranque o Sporting entrou forte e está competitivo. Tem um conjunto de opções válidas mas se perder Bruno Fernandes coloco reticências. Trata-se de um jogador com muito peso que foi eleito o melhor do campeonato anterior. Se sair, o Sporting passa a ser um candidato com menor força. A sua saída irá fazer-se sentir na equipa e no balneário”, adverte.

Bas Dost foi uma perde importante para o Sporting

No início da semana, o Sporting concretizou a transferência de Bas Dost para o Eintracht de Franckfurt. Uma saída relevante no plantel leonino, no entendimento de Daniel Ramos.

“O Sporting perdeu um finalizador de área. Um jogador fortíssimo nos últimos 20/30 metros. O holandês perde para outros jogadores de referência da posição a jogar mais distante da baliza mas é, sem dúvida, um grande jogador. Todos os treinadores querem ter um jogador com as suas características. O Sporting perde por perder essa referência quando precisa de jogar mais em cima do adversário, em ataque continuado com cruzamentos.

Mas o Luiz Phellype e o Vietto podem fazer também uma grande dupla e muitos golos”, acrescenta o treinador em entrevista a Bola Branca.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.