|
A+ / A-

Rio quer "murro na mesa" para reformar sistema político

27 ago, 2019 - 13:06 • Lusa

“O regime tem 45 anos e nestes anos cansou”, defende o presidente do PSD.

A+ / A-

O presidente do PSD defendeu, esta terça-feira, que é preciso dar "um murro na mesa" para reformar o sistema político, defendendo círculos eleitorais mais pequenos nas legislativas e a redução do número de deputados em função dos votos em branco.

"Muitas outras coisas no sistema político podem ser ajustadas. O regime tem 45 anos e nestes anos cansou. Ou damos todos um murro na mesa ou o descrédito será cada vez maior”, defendeu Rui Rio numa conferência de imprensa, na sede do partido, no Porto.

“Inovar, adaptar os partidos ao século XXI, alterar o sistema político, voltar a conciliar as pessoas com os partidos é absolutamente vital para a democracia", sublinhou Rio.

Limitar o número de mandatos dos deputados na Assembleia da República, uniformizar para cinco anos a duração dos mandatos autárquicos, legislativos e presidenciais, e implementar "regras obrigatórias de transparência e rigor nos partidos" são outras das "linhas fundamentais para o sistema político que foram hoje apresentadas pelo líder do PSD e que vão integrar o programa eleitoral do partido às eleições legislativas de 06 de outubro.

Últimaslegislativas 2019
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • José Joaquim Cruz Pinto
    27 ago, 2019 Ílhavo 18:51
    Não é de todo assim tão raro que quem mostra tão grande vontade de dar "murro(s) na mesa" (a respeito de tudo e de nada) acabe potencial alvo de sentimentos universais não muito mais amistosos.Para além do(s) circo(s) em que desde há meses tem participado de cada vez que acordou, alguém sabe de alguma coisa oportuna e útil que tenha dito ou feito?
  • Ribeiro
    27 ago, 2019 portalegre 13:19
    Rio vai dormir que o teu mal é sono.