A+ / A-

​Entrevista a Assunção Cristas. ​"Prioridade número um do CDS é baixar impostos para pessoas e empresas”

27 ago, 2019 - 21:29 • Redação

Os últimos quatro anos do Governo de António Costa “foram uma oportunidade perdida” e o país precisa de reformas, defende Assunção Cristas em entrevista à TVI.
A+ / A-

“A prioridade número um do CDS tem a ver com baixa de impostos para pessoas e empresas”, promete a líder do CDS-PP, Assunção Cristas, em entrevista à TVI.

“É preciso devolver rendimento às pessoas” e aliviá-las da “maior carga fiscal de sempre”, defende Assunção Cristas.

Os últimos quatro anos do Governo de António Costa “foram uma oportunidade perdida” e o país precisa de reformas, defende a cabeça de lista do CDS às legislativas.

Assunção Cristas considera que o país não está preparado para uma eventual recessão mundial, porque a "Geringonça" limitou-se a "gerir a situação nos últimos quatro anos". "Numa conjuntura favorável perdemos a oportunidade de fazer reformas importantes", frisa.

“É preciso fazer reformas importantes na competitividade fiscal, na administração pública e no trabalho, para nos tornarmos atrativos para o investimento para criar mais postos de trabalho.”

“Com as propostas do CDS podemos acelerar o crescimento económico. O excedente deve ser usado para 60% para baixar impostos e 40% para reduzir a dívida pública”, propõe a líder do CDS para as legislativas de 6 de outubro.

A antiga ministra considera que é preciso “mexer no IRC para sermos competitivos e atrativos e temos de mudar a formação profissional”. “Uma das queixas que ouço é falta de mão de obra qualificada”, sublinha.

Assunção Cristas defende “menos Estado na economia, um Estado que não crie obstáculos e sem a maior carga fiscal de sempre”.

Se chegar ao Governo promete uma reforma da Administração Pública: “tem de ser modernizada e rejuvenescida. É preciso valorizar o mérito na Administração Pública”, disse Cristas, sem responder à questão se é necessário reduzir o número de funcionários públicos.


legislativas 2019 promosite
Últimaslegislativas 2019
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.