A+ / A-
Espanha

"Está imparável". Continua por controlar incêndio na Grande Canária

19 ago, 2019 - 07:09

Autoridades daquela ilha espanhola aguardam por mais meios do governo de Madrid para combater o fogo.
A+ / A-
Incêndio na Grã Canária. “Não está contido, nem controlado, nem estabilizado”
Incêndio na Grã Canária. “Não está contido, nem controlado, nem estabilizado”

Continua por controlar o incêndio de grandes dimensões na ilha espanhola Grande Canária, que deflagrou no sábado. Segundo o último balanço, oito mil pessoas já foram retiradas de casa.

As autoridades daquela ilha espanhola aguardam, esta segunda-feira, por mais meios do governo de Madrid, para combater o fogo que já consumiu mais de 7. 500 hectares.

As chamas já entraram no parque natural de Tamadaba.

Em conferência de imprensa, diretor de Emergências da zona sublinhou que o ser humano não é capaz de travar uma intensidade de fogo tão grande. “Está imparável! Primeiro lança fumo sobre a zona, impedindo as unidades de ali serem colocadas, depois lança cinzas sobre as nossas cabeças e há o risco de ali ficarmos retidos. É impossível pará-lo na situação atual”, alertou Federico Grillo.

Os desalojados estão a ser encaminhados para polidesportivos, tendo o Governo das Canárias solicitado à Cruz Vermelha 400 a 600 camas.

No combate ao incêndio estão envolvidos 600 operacionais e 16 meios aéreos.

Os difíceis acessos nalgumas zonas, as altas temperaturas e a baixa humidade estão a impedir o controlo das chamas.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.