A+ / A-

Seleccionador argentino chama Marchesín

19 ago, 2019 - 10:17 • Redação

Marcos Acuña, do Sporting, também mantém lugar entre as opções de Lionel Scaloni.
A+ / A-

Agustin Marchesín está convocado para os jogos amigáveis da seleção da Argentina com Chile e México. O guarda-redes contratado pelo FC Porto ao América, do México, tem sido um dos grandes destaques da equipa no início de época e mantém lugar entre as opções de Lionel Scaloni, que já o tinha chamada para a Copa América.

Marchesín tem quatro internacionalizações, mas nunca fez um jogo oficial pela Argentina. O primeiro amigável em que participou foi em 2011. Esteve três anos afastado e voltou a vestir a camisola do seu país no final de 2017.

Marcos Acuña, do Sporting, é o outro jogador a atuar em Portugal que entra na convocatória. Messi, suspenso por três meses pelas declarações na Copa América, é o grande ausente. Aguero e Di María também não contam.

A Argentina joga com o Chile, a 5 de setembro, e com o México no dia 10 do mesmo mês.

Lista de convocados

Guarda-redes: Esteban Andrada (Boca), Franco Armani (River) e Agustín Marchesín (Porto);

Defesas: Nicolás Otamendi (Manchester City), Marcos Rojo (Manchester United), Leo Balerdi (Borussia Dortmund), Germán Pezzella (Fiorentina), Lucas Martínez Quarta (River), Gonzalo Montiel (River), Nicolás Figal (Independiente) e Nicolás Tagliafico (Ajax);

Médios: Marcos Acuña (Sporting), Leo Paredes (PSG), Guido Rodríguez (América), Gio Lo Celso (Tottenham), Nicolás Domínguez (Vélez), Rodrigo De Paul (Udinese), Matías Zaracho (Racing), Roberto Pereyra (Watford), Exequiel Palacios (River), Lucas Ocampos (Sevilla), Manu Lanzini (West Ham) e Alexis Mac Allister (Boca);

Avançados: Joaquín Correa (Lazio), Lautaro Martínez (Inter), Paulo Dybala (Juventus) e Adolfo Gaich (San Lorenzo).


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.