A+ / A-

Listas publicadas. Foram colocados cerca de 24 mil professores neste ano letivo

16 ago, 2019 - 09:59 • Redação

É a primeira vez que a lista de professores colocados sai um mês antes do início das aulas.
A+ / A-

Estão publicadas as listas de colocação de professores. De acordo com o comunicado enviado nesta sexta-feira pelo Ministério da Educação, foram colocados cerca de 24 mil docentes.

As listas publicadas referem-se à mobilidade interna e à colocação inicial para os docentes contratados.

Foram distribuídos mais de 1.700 horários completos e cerca de 400 horários incompletos.

Os restantes docentes (perto de 13.000) mantiveram a colocação nas escolas onde lecionaram no ano anterior.

Há ainda cerca de 300 que ficaram em ausência de componente letiva e serão “colocados prioritariamente nas reservas de recrutamento”.

Na contratação inicial foram colocados mais de 8.600 docentes contratados, dos quais cerca de 5.400 em horários completos. Destes, cerca de 2.200 são renovações de contratos, informa ainda o Ministério da Educação.

Os professores têm agora 72 horas para se apresentarem nas escolas. Quem não possa por motivo de férias, doença ou outros motivos, deve comunicar esse facto até 2 de setembro.

Diz o Governo que é a primeira vez nos concursos nacionais que as listas saem cerca de um mês antes do início do ano letivo.

“Isto permite aos docentes conhecerem mais cedo as suas colocações e, assim, terem mais tempo para se prepararem para o início das aulas”, sustenta o Ministério.


guialiga19_20_banner
Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.