|
A+ / A-

Frederico Morais lidera seleção portuguesa nos Mundiais de surf

15 ago, 2019 - 14:19 • Lusa

O Campeonato do Mundo acontece no Japão, entre 7 e 15 de setembro de 2019.

A+ / A-

O surfista Frederico Morais, 31.º classificado do "ranking" mundial, destaca-se na seleção portuguesa para o Campeonato do Mundo de 2019, em Miyasaki, no Japão, cuja lista de seis atletas convocados foi divulgada esta quinta-feira.

lém de ‘Kikas’, o selecionador David Raimundo elegeu também Vasco Ribeiro, Miguel Blanco, Teresa Bonvalot, Carol Henrique e Yolanda Hopkins Sequeira para representar Portugal na prova que se disputa entre 7 a 15 de setembro e proporciona a qualificação para os Jogos Olímpicos Tóquio2020.

“Este é o primeiro Campeonato do Mundo da história do surf que qualifica para uns Jogos Olímpicos, pelo que o seu significado é imenso. Portugal leva até ao Japão um lote de atletas que representa o que de melhor tem sido feito no surf português desde há vários anos”, observou o presidente da Federação Portuguesa de Surf, João Aranha.

Frederico Morais, que já participou em várias provas do circuito mundial deste ano (do qual é suplente, após ter sido despromovido em 2018), é a principal referência da seleção portuguesa, que, segundo João Aranha, procura “fazer história, não só do surf, mas do desporto nacional”.

A competição em Miyasaki não representa a última oportunidade para conquistar o apuramento através da Associação Internacional de Surf para Tóquio2020 — edição em que a modalidade faz a estreia olímpica -, uma vez que ainda será possível obtê-lo no torneio mundial de 2020.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.